Chave de Identificação de Espécies Florestais (CIEF)

[ Apresentação | Lista das Espécies | Chave de Identificação ]

Eucalyptus dunnii Maiden

Fruto Caule Folha

Divisão: Angiospermae
Classe: Dicotiledoneae
Subclasse: Archichlamydeae
Ordem: Myrtiflorae (Myrtales)
Família: Myrtaceae
Gênero: Eucalyptus
Subgênero: Symphyomyrtus
Seção: Maidenaria
Série: Viminales
Subsérie: Bridgesianinae
Espécie: E. dunnii
Código Pryor e Johnson: SPIDA
Tipo de casca: White gum

O Eucalyptus dunnii atinge 50 m de altura e 1 a 1,5 m de DAP (ocasionalmente 2,5 m), com fuste limpo de 30 a 35 m. A espécie tem um distribuição restrita na região nordeste de New South Wales e sudeste de Queensland. A distribuição ocorre aproximadamente à 250 km a Oeste de Coff’s Harbour em NSW até o Oeste de Warwick em QLD, aparentemente em duas áreas isoladas. As latitudes variam de 28 a 30o 15’ C e altitudes de 300 a 750 m. O clima é quente e úmido, com média das temperatura máximas do mês mais quente compreendida entre 27 a 30o C, e a média das mínimas do mês mais frio varia de 0 a 3o C. Ocorrem de 20 a 60 geadas por ano, com baixa intensidade. Precipitação pluviométrica média anual variando de 1000 a 1750 mm, chuvas concentradas no verão, mas há meses com menos de 40 mm de precipitação. Ocorre principalmente no fundo de vales e baixas altitudes, mas também ocorre próximo aos cumes originados de basalto. Ocorre também em solos derivados de rochas sedimentares e piçarra. É de Floresta Aberta Alta e as principais espécies associadas são: E. saligna, E. microcorys, E. grandis, E. propinqua, E. dalrympleana var heptantha e Casuarina torulosa. É uma das espécies com maior crescimento na Austrália. Densidade Básica = Db = 0,800 g/cm3.

A madeira é muito semelhante a do E. grandis, podendo ter as mesmas utilizações. Os primeiros estudos visando seu aproveitamento para celulose e papel, são altamente animadores. As maiores restrições à espécie são a inexistência de produção de sementes em nosso meio, e a impossibilidade de importação de sementes em quantidades suficientes. Existindo possibilidade da produção de sementes ou mudas, a espécie poderá ser potencial para todas as regiões bioclimáticas do Estado de São Paulo.




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.