Chave de Identificação de Espécies Florestais (CIEF)

[ Apresentação | Lista das Espécies | Chave de Identificação ]

Eucalyptus grandis Hill (ex Maiden)

Fruto Caule Folha

Divisão: Angiospermae
Classe: Dicotiledoneae
Subclasse: Archichlamydeae
Ordem: Myrtiflorae (Myrtales)
Família: Myrtaceae
Gênero: Eucalyptus
Subgênero: Symphyomyrtus
Secção: Transversaria
Série: Salignae
Subsérie: Saligninae
Espécie: E. grandis
Tipo de casca: Gum, Flooded gum (lisa de baixada)
Código Pryor e Johnson: SECAB

Árvore muito alta (45 a 55 m) e grossa (1,2 a 2 m DAP), excepcionalmente pode atingir 75 m de altura e 3 m de DAP. Geralmente com o fuste liso nos 2/3 ou 3/4 superiores do tronco. Ocorre em 3 populações distintas. A maior e principal área é ao redor de Newcastle (NSW) e em direção ao norte ao redor de Bundaberg (QLD) (latitude 25 a 33o S). Pequenos povoamentos ocorrem a Oeste de Mackay na parte central de Queensland (lat 21o S). A terceira população ocorre ao Nordeste de Townsville para o Oeste de Bloomfield no norte de Queensland (16 a 19o S). A altitude varia desde o nível do mar até 600 m na maioria das populações, e de 500 a 1100 m nas áreas do Norte. O clima é principalmente quente e úmido. A temperatura máxima do mês mais quente esta entre 24 e 30o C; e a mínima do mês mais frio de 3 a 8o C. Nas populações do Norte estas temperaturas são respectivamente 29 a 32o C e 10 a 17o C. A precipitação esta entre 1000 e 3500 mm nas áreas costeiras, com predomínio no verão; e de 1000 a 1750 mm nas áreas centrais, também com predomínio no verão. É de Floresta Aberta Alta, e as principais espécies de Eucalyptus associadas são: E. intermédia, E. pilularis, E. microcorys, E. resinifera e E. saligna. Densidade Básica = Db = 0,700 a 0,800 g/cm3. A madeira de E. grandis é leve e fácil de ser trabalhada. Utilizada intensivamente, na Austrália e na república Sul Africana, como madeira de construção , quando oriunda de plantações de ciclo longo. A madeira produzida em ciclos curtos é utilizada para caixotaria. Normalmente a madeira oriunda de árvores com rápido crescimento, apresenta problemas de empenamento, contrações e rachaduras quando do desdobro. Plantações, convenientemente manejadas, podem produzir madeira excelente para serraria e laminação. É a principal fonte de matéria prima para celulose e papel do Estado de São Paulo. É susceptível ao cancro do eucalipto (Cryphonectria cubensis Bruner). Atribui-se, essa incidência á intensidade da deficiência hídrica nas áreas em questão. É mais resistente que o E. saligna e menos resistente que o E. urophylla. É a espécie mais plantada fora da Austrália. O E. grandis tem a grã muitas vezes intercalada, textura fina a média.

Espécie Condição de umidade Db(kg/m3) Módulo ruptura Módulo de elasticidade Força de compressão Retração
E. grandis verde 575-640 96,7-110 12500-13800 34,6-38,6 Média 5-8%
E. grandis 12 % 805-900 111-124 15500-17200 49,1-55,2 Média 5-8%



Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.