logo_express.jpg

Edição 90 – 14 de junho de 2016_

Falece Leopoldo Garcia Brandão, um dos ícones da silvicultura no Brasil

É com pesar que informamos o falecimento de Leopoldo Garcia Brandão na manhã desta segunda-feira, dia 13 de junho de 2016. Leopoldo era dentista por formação, mas foi como administrador de empresas especializado em Recursos Naturais que ganhou destaque nacional. Foi um dos idealizadores e grande figura por trás da instalação da fábrica da Aracruz Celulose em 1972, hoje Fibria Celulose S.A.

Leopoldo Brandão foi presidente do IPEF durante os anos 1976 e 1978, sendo agraciado com o título de sócio honorário do Instituto em abril de 2002.

Nos últimos anos, atuava como consultor em Meio Ambiente da presidência do Conselho Nacional do SESC, mais especificamente, em questões que envolviam a RPPN SESC Pantanal, sendo um ferrenho defensor da preservação deste bioma. Também representava a Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Leopoldo Brandão foi um dos responsáveis pelo projeto sobre Sequestro de Carbono e Biodiversidade na unidade SESC Pantanal, que foi estruturado e gerido no âmbito do IPEF, envolvendo profissionais do SESC e pesquisadores da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) e da North Carolina State University (NCSU).

Frente a todo o histórico de colaboração com a silvicultura nacional, o IPEF, suas associadas e colaboradores, se solidarizam com a família e amigos de Leopoldo Brandão. O velório ocorre na Capela 1 do cemitério São João Batista, bairro do Botafogo, Rio de Janeiro (RJ), e o sepultamento está marcado para as 13h00 desta terça-feira (14).

Publicado exclusivamente via eletrônica, o IPEF Express não possui periodicidade definida e visa agilizar a divulgação de notas e informações da Diretoria, Coordenadorias do IPEF, seus Programas Cooperativos e atividades correlatas.

Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
http://www.ipef.br
Copyright 2009 IPEF. Reprodução permitida desde que citada a fonte.