IPEF e SESC definem próximos passos do projeto sobre aspectos ambientais e econômicos do Cerrado
18/04/2013

Foi realizada no dia 21 de fevereiro, na sede do SESC no Rio de Janeiro, uma reunião de trabalho onde foi apresentado um relatório de atividades do projeto de silvicultura de espécies nativas do Cerrado Mato-grossense no Refúgio Ecológico Serra Azul, SESC – MT, desenvolvido pelo IPEF em parceria com o SESC.

O relatório detalha as atividades realizadas nos primeiros oito meses do projeto, entre elas, o levantamento inicial de solos, que identificou quatro unidades edáficas principais (Latossolos, Plintossolos, Neossolos Litólicos e Cambissolos); o levantamento florístico, que identificou 237 espécies arbustivas e arbóreas nativas e a indicação de 15 espécies potenciais para produção de mudas; a marcação e coleta de sementes de matrizes para a implantação dos bancos de germoplasma, visando a conservação e o melhoramento; a coleta, beneficiamento e armazenamento de sementes de 51 espécies para os experimentos de produção de mudas de espécies do Cerrado; e o diagnóstico da regeneração natural de 48 antigos piquetes de produção pecuária, totalizando 2.515 ha.

Para prof. Pedro Brancalion (ESALQ/USP), um dos coordenadores do projeto, “essa etapa inicial de diagnóstico ambiental e coleta de sementes foi essencial para conhecer o local de estudo e planejar a implantação dos experimentos, que se inicia nessa nova fase do projeto. É um momento muito especial para o projeto, pois muitas das tecnologias testadas poderão mudar o rumo do desenvolvimento no Cerrado brasileiro”. Além de Pedro, participam da coordenação do projeto, o prof. Mario de Moraes (UNESP), o prof. Pablo Vidal Torrado (ESALQ/USP), e Paulo Henrique da Silva, Israel Gomes Vieira e Clayton Alvares (IPEF), com imprescindível apoio do corpo técnico do SESC.


Temas Relacionados: Sesc, Cerrado




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.