Especialista em eucalipto visita IPEF
14/08/2013

David Kleinig, renomado australiano especialista nos gêneros Eucalyptus e Corymbia, que no ano de 2011 visitou o IPEF para discutir processos de importação de sementes, esteve novamente no Brasil no mês de agosto deste ano. Desta vez, David compartilhou seus conhecimentos com relação a questões ligadas à produção de mudas das sementes importadas da Austrália, pois algumas destas espécies não são conhecidas no Brasil.

Kleinig foi recebido na unidade IPEF Monte Alegre pelos pesquisadores Paulo Henrique Müller da Silva, assessor técnico do IPEF, e Aline Cristina Miranda, coordenadora do Programa Cooperativo em Melhoramento Florestal (PCMF). Na oportunidade, foram tratados aspectos burocráticos e dificuldades de coleta de sementes na Austrália, já que muitas áreas de interesse estão sendo transformadas em parques nacionais, sendo vetadas as coletas nestas áreas. Estas dificuldades incluem importantes genótipos para o setor florestal, como o E. benthamii, E. grandis, E. dunnii, E. pellita, E. resinifera e E. camaldulensis.

David apresentou a evolução da taxonomia do gênero Eucalyptus, cuja primeira classificação foi feita em 1777, incluindo detalhes do artigo “A New Classification of the Genus Eucalyptus”, de autoria de Ian Brooker, que pode ser acessada no endereço http://www.publish.csiro.au/paper/SB98008.htm.

Foram apresentadas algumas espécies potências para regiões com estresses abióticos (frio e seca), sendo escolhidas as espécies dos grupos Corymbia, Eucalyptus (ex Monocalyptus) e Symphyomyrtus. Para Paulo, “a vantagem de se trabalhar com esses grupos são as diferentes interações com os estresses bióticos que estão aumentando consideravelmente nas plantações de eucalipto ao longo dos últimos anos”. Kleinig também comentou sobre algumas surpresas de plasticidade fenotípica, uma vez que algumas espécies apresentam boa adaptação e crescimento em condições climáticas diferentes da origem.

Aproveitando a oportunidade, o grupo visitou a Estação Experimental de Ciências Florestais de Anhembi (da USP), no dia 06 de agosto, onde foram visitados vários experimentos, alguns onde o próprio David foi o responsável pela coleta das sementes na Austrália. Na visita aos talhões foram apresentados os trabalhos desenvolvidos na área de melhoramento e conservação. O conhecimento de David Kleinig sobre as regiões de origens e da disponibilidade de germoplasma das diversas espécies é fundamental na composição dos novos testes do PCMF.


Equipe em visita a Estação de Anhembi

Temas Relacionados: PCMF, Eucalipto, Melhoramento




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.