Projeto 13. Indicadores Genéricos Internacionais - IGIs

Contexto: Os IGIs surgiram com a revisão dos P&C (V5) utilizados pelos Desenvolvedores de Padrões para desenvolver ou transferir Padrões de Manejo Florestal nacionais ou sub-regionais para os P&C (V5-1), além de poder ser utilizados pelas certificadoras no desenvolvimento de Padrões Nacionais Provisórios para os países que não possuem os comitês de desenvolvedores de padrões.
A primeira consulta pública ocorreu em abril de 2013 onde as principais sugestões foram simplificar os IGIs, eliminar redundância e considerar Guia de Escala, Intensidade e Risco, e então, entre janeiro e março de 2014 foi realizada a segunda rodada de consulta pública. Finalmente, a versão mais recente dos IGIs foi aprovada em junho de 2015, onde o próximo passo será a realização de Oficinas organizadas pelo FSC BR para a coleta de feedbacks das partes interessadas.

Atuação do PCCF: O PCCF participou de todo o processo de revisão dos IGIs através da participação nas consultas públicas, realizando análise comparativa entre os drafts, analisando as mudanças propostas e respectivo impacto aos empreendimentos nacionais, e por fim, participação de survey. Além disso, o PCCF realizou análise comparativa entre os pontos críticos dos IGIs e as exigências do padrão harmonizado para plantações no Brasil, que embasou os representantes das empresas filiadas ao PCCF para a identificação de sugestões de adaptação para o Comitê de Desenvolvedores de Padrão, durante oficina promovida na 14ª Reunião Geral.

Resultados: Através do alinhamento das percepções das filiadas como trabalho contínuo, a construção dos padrões de manejo florestal para os P&C do FSC devem contemplar as diferentes realidades e particularidades das áreas certificadas no país. 

 




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.