Scientia Forestalis, volume 42, n. 102
p.173-179, junho de 2014

Concentração e desigualdade nas importações norte-americanas de celulose

Concentration and inequality in U.S. pulp imports

Philipe Ricardo Casemiro Soares1
Marcos Vinícius Cardoso2
Alexandre Nascimento de Almeida3
João Carlos Garzel Leodoro da Silva4
Romano Timofeiczyk Junior5
Humberto Angelo6

1Professor Assistente. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina - Departamento de Engenharia Florestal. Av. Luiz de Camões, 2090 – Conta Dinheiro, Lages/SC – 88.520-000. E-mail: philipe.soares@udesc.br.
2Engenheiro Florestal. STCP consultoria. Rua Euzébio da Motta, 450 – Juvevê, Curitiba/PR – 80.530-260. E-mail: mvcardoso@stcp.com.br
3Professor Adjunto. UnB – Universidade de Brasília, Planaltina – Área Universitária 0. Vila Nossa Senhora de Fátima, Planaltina/DF – 73.345-010. E-mail: alexalmeida@unb.br
4Professor Adjunto. UFPR – Universidade Federal do Paraná - Departamento de Economia Rural e Extensão. Av. Pref. Lothário Meissner, 900 – Jardim Botânico Curitiba/PR – 80.210-170. E-mail: garzel@ufpr.br
5Professor Adjunto. UFPR – Universidade Federal do Paraná - Departamento de Economia Rural e Extensão. Av. Pref. Lothário Meissner, 900 – Jardim Botânico Curitiba/PR – 80.210-170. E-mail: romano@ufpr.br
6Professor Adjunto. UnB – Universidade de Brasília - Departamento de Engenharia Florestal - Faculdade de Tecnologia. Campus Universitário Darcy Ribeiro – Brasília/DF – E-mail: humb@unb.br

Recebido em 11/06/2013 - Aceito para publicação em 10/03/2014

Resumo

Neste estudo foram analisadas as importações norte-americanas de celulose no período de 2001 a 2012, verificando-se o grau de concentração e desigualdade, além da participação brasileira no mercado. Para o cálculo do índice de concentração foram utilizados os métodos de Bain e de Herfindahl-Hirschman, já para a determinação da desigualdade o Índice de Gini. Os resultados mostraram que as importações norte-americanas de celulose se caracterizaram como dominadas e com caráter de desigualdade acentuado, devido às maciças participações canadense e brasileira. Além disso, foi possível observar um incremento da participação brasileira no mercado de importação estadunidense de celulose, que passou de 15,1% em 2001 para 29,2% em 2012, acompanhada de redução do market share canadense. Este fato indica o aumento da competitividade do produto brasileiro no mercado norte-americano.
Palavras-chave: Participação de mercado, índice de Hirschman-Herfindahl, índice de Gini.

Abstract

This study analyzes the U.S. pulp imports in the period from 2001 to 2012, verifying the degree of concentration and inequality, as well as the Brazilian participation in this market. To calculate of the concentration index the methods of Bain and Herfindahl-Hirschman were used; while for the determination of the inequality the Gini index was used. The results showed that U.S. pulp imports were characterized as dominated and with high inequality character, due to massive Canadian and Brazilian participation. Furthermore, we observed an increase of the Brazilian participation in U.S. pulp import which rose from 15.1% in 2001 to 29.2% in 2012, accompanied by a reduction of the Canadian market share. This fact indicates an increase of Brazilian competitiveness in the American market.
Keywords: Market share, Hirschman-Herfindahl Index, Gini Index.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.