Scientia Forestalis, volume 44, n. 111
p.545-555, setembro de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n111.01

Impacto da exploração madeireira na diversidade genética e área basal de jatobá na Amazônia sul-ocidental

Logging impact on genetic diversity and basal area of jatobá in south-western Amazon

Susana Maria Melo Silva1
Lucia Helena de Oliveira Wadt2
Antonio Gilson Gomes Mesquita3
Karina Martins4

1Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia. UFAM - Universidade Federal do Amazonas. Av. Gal. Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 3000 – 69.077-000 – Manaus, Am, Brasil. E-mail: susanammelo@hotmail.com.
2Pesquisadora Doutora. Embrapa Rondônia - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Rodovia BR-364, Km 5,5 - Cidade Jardim – Caixa Postal 127 - 76815800 - Porto Velho, RO, Brasil. E-mail: lucia.wadt@embrapa.br.
3Professor Associado. UFAC - Universidade Federal do Acre / Centro de Ciências Biológicas e da Natureza. Caixa-postal: 500 - 69920900 - Rio Branco, AC, Brasil. E-mail: mesquitaagg@gmail.com.
4Professora Doutora do Departamento de Biologia. UFSCar – Universidade Federal de São Carlos / C entro de Ciências Humanas e Biológicas. Rodovia João Leme dos Santos, Km 110 - SP-264 - 18052780 - Sorocaba, SP, Brasil. E-mail: karimartins@yahoo.com.

Recebido em 18/11/2014 - Aceito para publicação em 06/01/2016

Resumo

O jatobá (Hymenaea courbaril L.) é uma espécie intensamente explorada, devido à qualidade da sua madeira. O presente trabalho objetivou avaliar o impacto do manejo florestal sustentável, seguindo as diretrizes brasileiras, sobre densidade, área basal e diversidade genética de jatobá. O estudo foi realizado no período de 2008 a 2009 em três propriedades particulares localizadas na região Sul-Ocidental da Amazônia Brasileira. A densidade de indivíduos antes da exploração madeireira variou de 0,04 a 0,25 árv.ha-1 e a redução mais drástica em densidade (-50%) e área basal (-53,8%) ocorreu na população com a maior densidade inicial de indivíduos. Houve redução no número total de alelos após exploração e perda de alelos raros. Uma vez que o impacto ecológico e genético da exploração madeireira variou em função das condições iniciais das populações (estrutura populacional e densidade), recomendamos que os planos de manejo estabeleçam limites de exploração por espécie, para evitar que espécies localmente mais frequentes sejam super-exploradas.
Palavras-chave: Hymenaea coubaril; Manejo Florestal Sustentável, Diversidade Genética, Densidade.

Abstract

Hymenaea courbaril L. is a heavily exploited tropical tree species due to the quality of its timber. We evaluated the impact of sustainable forest management, following the Brazilian guidelines, on H. courbaril density, basal area and genetic diversity. The study was conducted from 2008 to 2009, in three forest populations located in south-western Brazilian Amazonia. We calculated basal area and density of individuals for each population before and after logging. Tree density varied from 0.04 to 0.25 trees.ha-1 before logging and the area showing greatest pre-logging density suffered the strongest decline in density (-50%) and basal area (-53,8%). We observed a decrease in the total number of alleles and loss of rare alleles. Ecological and genetic impacts of logging varied according to the initial conditions of our populations (in population structure and density). Based on our results, we recommend that management plans consider cutting limits per species per plot in order to avoid super-exploitation of species that are locally more frequent.
Keywords: Hymenaea coubaril, Sustainable Forest Management, Genetic Diversity, Density.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.