Scientia Forestalis, volume 45, n. 113
março de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n113.01

Avaliação da qualidade da colagem de topo da madeira de Cupressus lusitanica Mill. para a produção de painéis colados lateralmente

Quality evaluation of Cupressus lusitanica Mill. wood end-grain glued joints for edge glued panel production

Caio Cesar Faedo de Almeida1
Alexsandro Bayestorff da Cunha2
Polliana D’Angelo Rios2

1Mestre em Engenharia Florestal. UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Luiz de Camões, 2090 -88520-000 - Lages, SC, Brasil. E-mail: caio-almeida@florestal.eng.br
22. Professor(a) Titular(a) do Departamento de Engenheria Florestal. Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Luiz de Camões, 2090 -88520-000 - Lages, SC, Brasil. E-mail: alexsandro.cunha@udesc.br ; polliana.rios@udesc.br

Recebido em 08/09/2015 - Aceito para publicação em 27/05/2016

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a qualidade da colagem de dois adesivos em junções de topo na madeira de Cupressus lusitanica visando à produção de painéis de madeira colados lateralmente. A metodologia envolveu o corte de oito árvores de um plantio experimental, as toras obtidas foi realizado o desdobro tangencial para transformação em peças de madeira serrada, que foram secas, classificadas em peças com qualidade superior e resserradas em menores dimensões para a confecção dos corpos de prova. O delineamento experimental relacionou 2 adesivos comumente utilizado na indústria de painéis de madeira, Poliacetato de vinila (PVA) e Emulsão polimérica de isocianato (EPI) em duas gramaturas (180 e 200g/m²) e duas junções (plana e finger-joint), totalizando oito tratamentos. A confecção dos corpos de prova, a execução dos ensaios e a obtenção das variáveis de resistência foram realizadas de acordo com os procedimentos da ASTM 5572 (ASTM, 2005). Os resultados foram submetidos pela análise não paramétrica de Friedman a 95% de probabilidade. Como resultados, observou-se que: os tratamentos T7 (gramatura 180 g/m2) e T8 (gramatura 200 g/m2), ambos com adesivo EPI e junção de topo tipo finger-joint, apresentaram os melhores valores médios de resistência e porcentagem de falhas na madeira, da mesma forma no atendimento aos parâmetros da ASTM D5572 (ASTM, 2005); o comportamento das junções com adesivo PVA foi comprometida com a aplicação dos pré-tratamentos, especialmente quanto exposto a condições de umidade e temperaturas elevadas, o que prejudicou os resultados.
Palavras-chave: Espécie não convencional; Edge Glued Panel; flexão estática; tração paralela.

Abstract

The aim of the study was to evaluate the bonding quality of two adhesives on top joints of Cupressus lusitanica wood for edge glued panel production. The methodology involved cutting eight trees of an experimental planting; the obtained logs were submitted to tangential sawing for processing in lumber, dried, classified in pieces with superior quality and re-sawing to smaller pieces to specimen production. The experimental design used 2 adhesives, Polyacetate vinyl (PVA) and Emulsion of polymeric isocyanate (EPI), two grammages (180 and 200 g/m²) and two joints (flat, finger-joint), totaling eight treatments. The preparation of the specimens, testing procedure and the resistance variables were carried out according to the procedures of ASTM 5572 (2005). The results were analyzed by non-parametric analysis of Friedman at 95% probability. As a result, we observed that: treatments T7 (grammage 180 g/m2) and T8 (grammage 200 g/m2), both with adhesive EPI and the top junction type finger-joint, showed better mean values of resistance and percentage of failures in the wood. While obeying the parameters of ASTM D5572 (2005); the behavior of joints with PVA adhesive was influenced by pre-treatments, especially when exposed to humid conditions and high temperature, which affected the results.
Keywords: Non-conventional species; Edge glued panel; static bending; parallel tension.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.