Scientia Forestalis, volume 41, n. 98
p.175-183, junho de 2013

Variação genética em progênies de Jacaranda cuspidifolia Mart. utilizando o delineamento sistemático tipo “leque”

Genetic variation in progenies of Jacaranda cuspidifolia Mart using the fan systematic design

Marcela Aparecida de Moraes1
Selma Maria Bozzite de Moraes2
Erica Cristina Bueno da Silva1
Thaisa Yuriko Kuboyama Kubota1
Alexandre Marques Silva3
Marcos Deon Vilela de Resende4
Mario Luiz Teixeira de Moraes2

1Pós-graduanda em Agronomia. Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira / UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho” – Av. Brasil Centro, 56 – Caixa Postal: 31 - Ilha Solteira (SP), CEP.15.385-000. E-mail: ma_apmoraes@yahoo.com.br; erica_cbs@yahoo.com.br; thaisayutiko@yahoo.com.br.
2Departamento de Fitotecnia, Tecnologia de Alimento e Sócio Economia; Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira / UNESP - Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho” - Av. Brasil Centro, 56 – Caixa Postal: 31 - Ilha Solteira (SP), CEP15.385-000. E-mail: selma@agr.feis.unesp.br; teixeira@agr.feis.unesp.br.
3Mestre em Agronomia. Faculdade de Engenharia de ilha Solteira / UNESP Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho” - Av. Brasil Centro, 56 – Caixa Postal: 31 - Ilha Solteira (SP), CEP15.385-000. E-mail: amsilva@agr.feis.unesp.br.
4Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA Florestas, CEP: 83411-000 Colombo(PR). E-mail: marcosdeon@cnpgc.embrapa.br.

Recebido em 03/10/2012 - Aceito para publicação em 26/02/2013

Resumo

O conhecimento da variação genética existente em espécies arbóreas nativas tem ajudado a direcionar estratégias de conservação genética ex situ, com base em testes de procedências e progênies. Estes testes tem espaçamento fixo, não possibilitando avaliar o comportamento das diferentes progênies frente à esta variável de manejo. Uma das formas de se avaliar ao mesmo tempo a variação genética e diferentes espaçamentos de plantio numa pequena área é a utilização de delineamentos sistemáticos. Assim, o objetivo desse trabalho foi estimar o crescimento e a variação genética em Jacaranda cuspidifolia em diferentes espaçamentos. Utilizou-se um teste de progênies no delineamento sistemático tipo “leque”, com 30 raios concêntricos, com uma progênie por raio, distribuídas de forma aleatória, em ângulos de 12o. As plantas foram dispostas, nos raios, em progressão geométrica, de razão 1,21; correspondendo a nove espaçamentos por planta: 1,95 m2; 2,86 m2; 4,18 m2; 6,12 m2; 8,96 m2; 13,12 m2; 19,21 m2; 28,13 m2 e 41,19 m2, instalado em Selvíria/MS. Os caracteres altura, diâmetro a altura de 30 cm do solo (DA3) e sobrevivência foram avaliados aos 12 e 24 meses de idade. As estimativas dos parâmetros genéticos e dos espaçamentos foram avaliadas com base no procedimento REML/BLUP (máxima verossimilhança restrita/ melhor predição linear não viciada). As progênies apresentaram variação genética, sugerindo eficiência na estratégia amostral para a conservação ex situ. A espécie apresentou boa adaptabilidade em condições de campo, mostrando a melhor performance no espaçamento com 8,96 m²/planta, para todos os caracteres avaliados. O delineamento sistemático tipo “leque” possibilitou avaliar, numa pequena área, o comportamento silvicultural das plantas de J. cuspidifolia frente aos espaçamentos de 2 a 42 m2/planta (5.000 a 238 árvores/ha), amplitude esta que dificilmente seria avaliada via delineamentos aleatórios tradicionais.
Palavras-chave: conservação genética, teste de progênies, manejo florestal e sistemas de plantio.

Abstract

Knowledge of genetic variation in native tree species has helped direct strategies of genetic ex situ conservation, based on provenances and progenies tests. These tests use fixed spacing, not allowing evaluating the behavior of different progenies under this management variable. One way to evaluate simultaneously the genetic variation and different spacing in a small planting area is to use a systematic design. The aim of this study was to estimate the genetic variation and to evaluate its performance in Jacaranda cuspidifolia under different spacing. We used a progeny test in a systematic fan design, arranged in a system of 30 concentric rays, with one progeny per ray, randomly, at angles of 12o. The plants were arranged in rays in geometric progression of ratio 1.21, corresponding to nine for plant spacing: 1,95 m2; 2,86 m2; 4,18 m2; 6,12 m2; 8,96 m2; 13,12 m2; 19,21 m2; 28,13 m2 e 41,19 m2 installed in Selvíria/MS. The traits height, height diameter of 30 cm to soil (DA3) and survival were evaluated at 12 and 24 months of age. Estimates of genetic parameters and spacing were evaluated using the procedure REML/BLUP (restricted maximum likelihood / best linear unbiased prediction). The progenies showed genetic variation, showing that the sample strategy to ex situ conservation was efficient. The species showed good adaptability in the field and the best performance in treating five, equivalent to a 3 x 3 m spacing, with 8,96 m²/plant for all traits. The fan systematic design permitted to evaluate in a small area the silvicultural behavior of J. Cuspidifolia plants in spacing varying from 2 to 42 m2/plant (5.000 to 238 trees/ha); which could hardly be evaluat by the traditional designs.
Keywords: conservation genetics, progeny test, forest management and planting systems.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.