Scientia Forestalis, volume 44, n. 112
dezembro de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n112.04

Análise da qualidade energética da falha de pinhão para a produção de briquetes

Analysis of the energy quality pinion fails to produce briquettes

Rodolfo Cardoso Jacinto1
Martha Andreia Brand2
Polliana D'angelo Rios2
Alexsandro Bayestorff da Cunha2
Gabriel Allegretti3

1Mestrando do Programa de Pós-graduação em Engenharia Florestal. UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Madre Bencenuta, 2007 – Itacorubi, Florianópolis, SC. E-mail: rodolfo_cj@hotmail.com.
2Professor do Departamento de Engenharia Florestal. UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Madre Bencenuta, 2007 – Itacorubi, Florianópolis, SC. E-mail: martha.brand@udesc.br; polliana.rios@udesc.br; alexsandro.cunha@udesc.br.
3Engenhario Florestal. UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Madre Bencenuta, 2007 – Itacorubi, Florianópolis, SC. E-mail: rodolfo_cj@hotmail.com.

Recebido em 26/03/2015 - Aceito para publicação em 18/04/2016

Resumo

A inclusão do uso energético das falhas de pinhão na cadeia produtiva do pinhão, na serra catarinense, pode incrementar a renda na agricultura familiar, contribuindo para a melhoria na qualidade de vida dos agricultores. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi determinar a qualidade energética das falhas do pinhão in natura e dos briquetes produzidos a partir destes resíduos. Foram utilizadas falhas do estróbilo feminino (pinhas) de árvores de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, coletadas em três municípios da região serrana sul do estado de Santa Catarina, sendo estes: Lages, Painel e São José do Cerrito. Foram avaliadas as propriedades físicas, energéticas, químicas e a granulometria das falhas e, após a produção dos briquetes em briquetadeira piloto de laboratório, também suas propriedades físicas e energéticas. A umidade foi de alta para as falhas in natura (61%), inviabilizando seu uso energético sem prévio tratamento. Já para os briquetes foi de 9,91%. O teor de extrativos em água quente (9,84%); álcool tolueno (13,18%) e lignina (47,76%) foram altos, tornando o material apto à produção de compactados de alta qualidade. A qualidade energética das falhas de pinhão é diferente da madeira (valores médios de espécies madeireiras dos grupos das Gimnospermas e Angiospermas) e similar ao bagaço de cana e ramas de algodão. O teor de carbono fixo (22,44%) e cinzas (4,26%) para as falhas foram maiores que na madeira e o poder calorífico superior (4208 kcal.kg-1 para falha e 4443 kcal.kg-1 para os briquetes) foi menor que na madeira. A massa específica aparente dos briquetes foi de 1146 kg.m-3. Não foi necessário moer as falhas para a produção de briquetes. A produção de briquetes a partir de falhas de pinhão pode ser uma alternativa viável de uso dos resíduos da cadeia produtiva do pinhão, gerando renda para pequenos produtores rurais.
Palavras-chave: compactados; biomassa, resíduos, escamas da araucária.

Abstract

The inclusion of the use of seed-empty strobili for energy purposes in Araucaria angustifolia production chain, in Santa Catarina, can increase income in family agriculture, helping to improve the quality of life of farmers. Thus, the objective of this study was to determine the energy quality of these failures in nature and briquettes produced from their wastes. Female strobili with seed-set failures were used from Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, collected in three municipalities in the southern mountain region of the state of Santa Catarina: Lages, Painel and São José do Cerrito. The physical, energy, chemical and particle size of those failed strobili were determined. After production of briquettes in a pilot briquetteer, the physical and energetic properties were also determined in briquettes. Moisture content on wet base was high for failures in nature (61%), preventing its energy use without prior treatment, and low in the briquettes (9.91%). The extractives in hot water (9.84%); toluene alcohol (13.18%) and lignin (47.76%) were high, making the materials suitable for production of high quality compressed briquettes. The energy quality of seed devoid strobili (failures) is different from wood (average values of timber species groups of Gymnosperms and Angiosperms) and similar to sugar cane bagasse and cotton branches. The fixed carbon content (22.44%) and ash (4.26%) for the failures were higher than for the wood and the gross calorific value (4208 kcal.kg-1 for failure and 4443 kcal.kg-1 for the briquettes) was lower than that for wood. The apparent density of the briquettes was 1146 kg.m-3. No grinding of failures for the production of high quality briquettes is required. The production of briquettes from failed seed-set strobili can be a viable alternative use of waste of strobili production chain, generating income for small farmers.
Keywords: compacted; biomass, waste, sterile scales of araucaria





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.