Scientia Forestalis, volume 45, n. 116
p.629-639, dezembro de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n116.04

Caracterização mecânica do carvão vegetal de clones Corymbia

Mechanic characterization of charcoal of Corymbia clones

Luciano Junqueira Costa1
Paulo Fernando Trugilho2
José Tarcísio Lima2
Rodrigo Simetti3
Thomaz Aurélio Bastos4

1Doutorando do Departamento de Engenharia Florestal. UFV - Universidade Federal de Viçosa / Setor de Ciência e Tecnologia da Madeira - 36570-000 - Viçosa, MG, Brasil. E-mail: l.junqueira@hotmail.com.
2Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Laboratório Multiusuário de Biomateriais - 37200-000, Lavras, Minas Gerais, Brasil. E-mail: trugilho@dcf.ufla.br; jtlima@dcf.ufla.
3Doutorando do Departamento de Ciências Florestais. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Laboratório Multiusuário de Biomateriais - 37200-000, Lavras, Minas Gerais, Brasil. E-mail: rodrigo.simetti@gmail.com.
4Graduando do Departamento de Ciências Florestais. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Laboratório Multiusuário de Biomateriais - 37200-000, Lavras, Minas Gerais, Brasil. E-mail: thomazz2@hotmail.com.

Recebido em 29/08/2016 - Aceito para publicação em 27/06/2017

Resumo

O carvão vegetal é um produto muito friável. A friabilidade do carvão vegetal está associada às suas propriedades mecânicas. As características de resistência e elasticidade são importantes em todo o seu processo produtivo, indo desde as etapas de manuseio, transporte e utilização do carvão vegetal. Apesar da importância das características mecânicas do carvão vegetal, ainda são poucos os relatos na literatura sobre tais propriedades, especialmente em relação aos novos materiais clonais desenvolvidos pelas empresas florestais e plantados para esta finalidade. O presente trabalho teve como objetivo avaliar mecanicamente o carvão vegetal de clones de Corymbia produzidos em diferentes temperaturas de carbonização. Foram utilizados sete clones híbridos do gênero Corymbia procedentes da região norte do Estado de Minas Gerais. A amostragem consistiu na retirada de toretes de madeira à altura de 1,3 m do tronco (DAP) em três árvores por clone. Os toretes foram processados, carbonizados e posteriormente confeccionados os corpos de prova de carvão utilizados nos ensaios de compressão paralela e perpendicular às fibras do carvão vegetal. Pelos resultados obtidos observou-se que a temperatura final de carbonização influenciou significativamente as propriedades mecânicas do carvão vegetal. Para os ensaios mecânicos observou-se tendência de aumento das características de elasticidade e resistência do carvão vegetal no ensaio de compressão paralela e perpendicular às fibras em função da temperatura de carbonização e que os maiores valores foram observados no ensaio de compressão paralela às fibras.
Palavras-chave: Compressão paralela e perpendicular, temperatura, produção de carvão.

Abstract

Charcoal is a very friable product. Charcoal friability is associated with its mechanical properties. The strength and elasticity characteristics are important throughout the production process, from handling, transport and to the use of charcoal. Despite the importance of the charcoal mechanical characteristics there are few reports in the literature on such properties, especially about new clonal materials developed by forestry Companies and planted for this purpose. This study aimed at mechanically evaluating the charcoal quality from Corymbia clones produced at carbonization temperatures of 350, 450, 550, 700°C. Seven clones of the Corymbia genus were collected at the northern region of Minas Gerais State. Small logs were cut out at DBH (1.3 meters from ground) of the trees, processed, carbonized and further made into charcoal specimens used in compression tests, both parallel and perpendicular to fiber direction. Carbonization final temperature affected significantly the mechanical properties of the charcoal. As for mechanical tests, an increase in young modulus and the charcoal resistance submitted to both parallel and perpendicular compression to the fibers was found, related to the carbonization temperature and the highest values in the parallel to fibers compression test.
Keywords: parallel and perpendicular compression, temperature, charcoal production.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.