Scientia Forestalis, volume 45, n. 116
p.641-651, dezembro de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n116.05

Fertilização fosfatada na implantação de Khaya senegalensis A. Juss.

Phosphurus fertilization in Khaya senegalensis A. Juss. implantation

Rodrigo Tenório de Vasconcelos1
Sérgio Valiengo Valeri2
Mara Cristina Pessôa da Cruz3
José Carlos Barbosa4
Vitor Corrêa de Mattos Barretto5

1Doutor em Agronomia - Produção Vegetal. Unesp - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” / Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Via de Acesso Prof. Paulo D. Castellane - km 05 - 14884-900 - Jaboticabal, SP, Brasil. E-mail: rodrigotvasconcelos@hotmail.com.
2Professor Titular no Departamento de Produção Vegetal. Unesp - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” / Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Via de Acesso Prof. Paulo D. Castellane - km 05 - 14884-900 - Jaboticabal, SP, Brasil. E-mail: sergio.valeri1@gmail.com.
3Professor Titular no Departamento de Ciência do Solo. Unesp - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” / Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Via de Acesso Prof. Paulo D. Castellane - km 05 - 14884-900 - Jaboticabal, SP, Brasil.
4Professor Titular no Departamento de Ciências Exatas. Unesp - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” / Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Via de Acesso Prof. Paulo D. Castellane - km 05 - 14884-900 - Jaboticabal, SP, Brasil.
5Professor Doutor no Departamento de Silvicultura e Conservação do Solo. Unesp - Universidade Estadual Paulista / Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros - Km 651 – Dracena, SP, Brasil. E-mail: barretto@dracena.unesp.br.

Recebido em 12/12/2017 - Aceito para publicação em 28/06/2017

Resumo

A fertilização na implantação de florestas comerciais de mogno-africano pode promover maior crescimento inicial das plantas e garantir o estabelecimento rápido do povoamento. No entanto, os plantios comerciais com Khaya senegalensis são recentes e poucas pesquisas sobre fertilização em condições de campo foram realizadas no Brasil. Com o presente trabalho objetivou-se verificar os efeitos da aplicação de doses de fósforo no crescimento, na concentração de macronutrientes nas folhas, na condutância estomática, na transpiração, na fotossíntese e na eficiência do uso da água em plantas de Khaya senegalensis na fase de implantação. No plantio, foram aplicados 0, 30, 60, 90 e 120 kg ha-1 de P2O5 em Argissolo Vermelho-Amarelo e as mudas foram plantadas no espaçamento de 3 x 2 m, em janeiro de 2014. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com cinco repetições.  Foram feitas avaliações de altura e diâmetro do caule aos 6, 12, 18 e 24 meses após plantio.  Aos 12 meses foi determinada a concentração de macronutrientes nas folhas, a condutância estomática, a transpiração, a fotossíntese e a eficiência do uso da água. A fertilização fosfatada promoveu maior crescimento das plantas no período de um a dois anos de idade, promovendo aumento linear de altura e diâmetro à altura do peito com o aumento das doses de fósforo até a dose máxima de 120 kg ha-1 de P2O5.
Palavras-chave: argissolo; fertilização florestal; mogno-africano; nutrição.

Abstract

Fertilization in the implantation of African mahogany commercial forests can promote greater initial plant growth and ensure rapid establishment of the stand. However, the commercial plantations with the species are recent and little research on fertilization under field conditions were carried out in Brazil. The objective of this work was to verify the effects of the application of phosphorus doses on growth, macronutrient concentration in leaves, stomatal conductance, transpiration, and photosynthesis and water use efficiency in plants of Khaya senegalensis in the implantation. At the planting, 0, 30, 60, 90 and 120 kg ha-1 of P2O5 were applied in red yellow ultisol and the seedlings were planted at 3 x 2 m spacing in January 2014. The experimental design was randomized blocks with five replications. Height and stem diameter were evaluated at 6, 12, 18 and 24 months after planting. At 12 months the concentration of macronutrients in leaves, stomatal conductance, transpiration, photosynthesis and water use efficiency were determined. Phosphate fertilization promoted greater growth of the plants in the period of one to two years of age, promoting a linear increase in height and diameter at breast height with the increase of phosphorus doses to the maximum dose of 120 kg ha-1 P2O5.
Keywords: Ultisol, forest fertilization, african mahogany, nutrition.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.