Scientia Forestalis, volume 42, n. 104
p.521-532, dezembro de 2014

Perigo de incêndio florestal: aplicação da Fórmula de Monte Alegre e avaliação do histórico para Piracicaba, SP

Forest fire danger: application of Monte Alegre Formula and assessment of the historic for Piracicaba, SP

Clayton Alcarde Alvares1
Ítalo Ramos Cegatta2
Lucas Augusto Abra Vieira2
Rafaela Freitas Pavani2
Eduardo Moré de Mattos2
Paulo Cesar Sentelhas2
José Luiz Stape3
Ronaldo Viana Soares4

1IPEF - Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais e FPC - Forest Productivity Cooperative. Av. Comendador Pedro Morgante, 3500. 13415-000, Piracicaba, SP. E-mail: caalvares@yahoo.com.br.
2USP - Universidade de São Paulo, ESALQ – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Av. Pádua Dias, 11, 13418-900, Piracicaba, SP. E-mail: italocegatta@gmail.com, lucas.vieira@usp.br, rafaela.pavani@yahoo.com, more.mattos@yahoo.com.br e pcsentel.esalq@usp.br.
3NCSU - North Carolina State University, 3108 Jordan Hall, 27695-8008, Raleigh, NC, EUA. e-mail: jlstape@ncsu.edu
4UFPR - Universidade Federal do Paraná, Av. Pref. Lothário Meissner, 632, 80.210-170, Curitiba, PR. e-mail: rvsoares@ufpr.br

Recebido em 19/02/2014 - Aceito para publicação em 03/07/2014

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar o histórico do perigo de incêndio florestal dos últimos 70 anos na região de Piracicaba e validar a Fórmula de Monte Alegre (FMA) com dados de focos de calor provenientes de sensoriamento remoto orbital. Foram usados dados de umidade relativa do ar (URd) e precipitação de uma estação meteorológica convencional (EMC) e de uma estação meteorológica automática (EMA), ambas localizadas na ESALQ/USP. Dados de focos de calor do município Piracicaba, entre 1999 e 2012, foram resgatados do sistema de monitoramento de queimadas do INPE a fim de testar a FMA. Uma vez que a FMA requer o uso da umidade relativa registrada às 13 h (UR13), e usando-se os dados da EMA, foi obtida uma relação exponencial altamente significativa entre a URd e a UR13 (R2 = 0,86; p < 0,0001). Usando-se essa equação foi possível aplicar a FMA à série histórica da EMC, de 1943 a 2012. As ocorrências das classes de perigo de incêndio nulo, pequeno, médio, alto e muito alto, foram, respectivamente, iguais a 14,2%, 10,9%, 17,8%, 22,4% e 34,8%. No período de 1999 a 2012 um total 1943 focos de calor foram detectados na área rural de Piracicaba, concentrados no outono e inverno. Mesmo em uma região de tipo climático diferente de onde ela foi desenvolvida, a FMA demonstrou eficiência na previsão do grau de perigo de incêndios, conforme mostraram as significativas correlações entre os graus de perigo e os focos de calor obtidos por sensoriamento remoto.
Palavras-chave: Umidade relativa, meteorologia florestal, sensoriamento remoto

Abstract

This study aimed at analyzing the historic of the forest fire danger in the last 70 years in Piracicaba and to validate the Monte Alegre Formula (FMA) with data of heat spots from remote sensing. A database of relative humidity (RHd) and rainfall from a conventional weather station (EMC) and from an automatic weather station (EMA), both located in ESALQ/USP, were used. Heat spots data of Piracicaba municipality, between 1999 and 2012, were recovered from monitoring of vegetation fires system of INPE in order to test the FMA. Since FMA requires the use of relative humidity observed at 13 p.m. (RH13) and using the EMA data, a highly significant exponential relationship between the RHd and RH13 was achieved (R² = 0.86, p < 0.0001). Using this model it was possible to implement the FMA to EMC time series, from 1943 to 2012. The occurrences of the forest fire danger classes null, small, medium, high and very high, were respectively, of 14.2%, 10.9%, 17.8%, 22.4% and 34.8%. During the period 1999 - 2012 a total of 1943 heat spots were detected in the rural area of Piracicaba, concentrated in autumn and winter. Even in a climate type region different from where the FMA was developed, it was efficient for the prediction of fire danger, as shown by the significant correlations between the forest fire danger classes and heat spots obtained by remote sensing.
Keywords: Relative humidity, forest meteorology, remote sensing.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.