Scientia Forestalis, volume 46, n. 120
dezembro de 2018
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v46n120.06

Crescimento de Acacia mearnsii De Wild e Eucalyptus globulus Labill em monocultivos e consórcios com linhas simples e duplas de plantio

Growth of Acacia mearnsii De Wild and Eucalyptus globulus Labill in monoculture and mixed-plantations with simple lines and double lines of planting

Gustavo Martins Soares1
Luciana Duque Silva2
Antonio Rioyei Higa2
Augusto Arlindo Simon3
Jackson Freitas Brilhante de São José4

1Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” - ESALQ, Universidade de São Paulo - USP. Piracicaba / SP, Brasil. - E-mail: gustavo.m.soares@usp.br
2Departamento de Ciências Florestais, Universidade Federal do Paraná – UFPR. Curitiba / PR, Brasil.
3TANAGRO S.A. Montenegro, RS, Brasil.
4Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre / RS, Brasil.

Recebido em 23/05/2017 - Aceito em 02/05/2018

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento, em altura (m), DAP (cm) e produção de madeira (m³/ha) aos 96 meses de idade após o plantio, das espécies Acacia mearnsii De Wild e Eucalyptus globulus Labill em monocultivos e consórcios com linhas simples e duplas de plantio, no estado do Rio Grande do Sul – RS. O experimento foi instalado no ano de 2005, em duas fazendas localizadas no município de Piratini – RS, onde foram plantadas as espécies Eucalyptus globulus Labill (E) e Acacia mearnsii De Wild (A), em monocultivo (100%E e 100%A) e consorciadas em linhas simples (50%E:50%A – LS) e em linhas duplas (50%E:50%A – LD). Para avaliarmos os efeitos dos consórcios no desenvolvimento das espécies, o crescimento foi avaliado anualmente nos meses de outubro entre 2006 e 2013; e no ano de 2014 foi realizada a cubagem pelo método de Smalian. A acácia-negra teve seu crescimento em altura beneficiado pelo consórcio, 13,96 m no 50%E:50%A – LS e 13,56 m no 50%E:50%A – LD, enquanto que na monocultura apresentou uma altura de 13,23 m, já para o eucalipto não foi possível observar vantagens no crescimento em altura, pois os consórcios foram iguais ao monocultivo; o DAP para ambas espécies foi influenciado pelos consórcios, positivamente para a acácia-negra, sendo até 15% superior ao monocultivo,  e negativamente para o eucalipto, chegando a ser 17% inferior ao monocultivo, diferenças que são explicadas pelas variações dos espaçamentos proporcionadas ao se manter o arranjo convencional de plantio das espécies nos tratamentos consorciados. A produção de madeira da acácia negra nos consórcios (97,97 m³/ha no 50%E:50%A – LS e 90,93 m³/ha no 50%E:50%A – LD) foi superior a 50% a da monocultura (136,11 m³/ha), o que não ocorreu para o eucalipto. As produções totais dos consórcios foram iguais estatisticamente as das monoculturas.
Palavras-chave: Acácia-negra; Eucalipto; Plantios mistos

Abstract

The objective of this study was to evaluated the development in height (m), DBH (cm) and wood production (m³/ha) of Acacia mearnsii De Wild and Eucalyptus globulus Labill species in monocultures and mixed-plantatios with simple and double lines of planting in the state of Rio Grande do Sul – RS. The experiment was installed in 2005, on two farms in municipality of Piratini – RS, where was planted the species Eucalyptus globulus Labill (E) and Acacia mearnsii De Wild (A), in monoculture and mixed in simple lines (50%E:50%A – LS) and double lines (50%E:50%A – LD). To evaluate the effects of mixed-plantings in the development of the species, the growth was analysed annually in october between 2006 and 2013; and in 2014 was realized the volume evaluation by the Smalian method. The black wattle had their height growth benefited for the mixed-plantations, 13,96 m at 50%E:50%A – LS and 13,56 m at 50%E:50%A – LD, while in monoculture it showed a height of 13.23 m. for eucalyptus was not observed advantages in height growth, because the mixed-plantations were equal to the monoculture; The DBH was influenced by the mixed-plantings for both species, positively to the black wattle, being up to 15% higher than monoculture, and negatively for eucalyptus, reaching 17% less than monoculture differences that are explained by variations in spacing provided to keep the conventional spacing of planting the species in the intercropping treatments. The productivity of black wattle in the mixed-plantings (97,97 m³/ha at 50%E:50%A – LS and 90,93 m³/ha at 50%E:50%A – LD) was higher than 50% of monoculture, which did not occur for eucalyptus. The total productivity of mixed-plantings were statistically equal the monocultures.
Keywords: Black wattle; Eucalyptus; Mixed-plantations





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.