Scientia Forestalis, volume 43, n. 105
p.75-82, março de 2015

Inclusão de feixes de sisal na produção de painéis MDP de eucalipto

Inclusion of sisal bundles in the production of eucalyptus MDP panels

Ricardo Gabriel de Almeida Mesquita1
Lourival Marin Mendes2
Rafael Farinassi Mendes3
Gustavo Henrique Denzin Tonoli2
José Manoel Marconcini4

1Doutorando em Ciência e Tecnologia da Madeira, Departamento de Ciências Florestais, Universidade Federal de Lavras, caixa postal 3037, CEP 37200-000, Lavras, Minas Gerais - PhD student, Department of Geosciences and Natural Resource Management, University of Copenhagen, Rolighedsvej 23, DK 1958, Frederiksberg C, Denmark. E-mail: ricardogam@gmail.com.
2Professor Doutor do Departamento de Ciências Florestais. UFLA - Universidade Federal de Lavras - caixa postal 3037, CEP 37200-000 - Lavras, MG. E-mail: lourival@dcf.ufla.br; gustavotonoli@dcf.ufla.br.
3Professor/Doutor, Departamento de Engenharia, Universidade Federal de Lavras, caixa postal 3037, CEP 37200-000, Lavras, Minas Gerais. E-mail: rafaelfarinassi@gmail.com
4Pesquisador Doutor. EMBRAPA Instrumentação Agropecuária. Rua XV de novembro - 13560-970 - São Carlos, SP. E-mail: jose.marconcini@embrapa.br.

Recebido em 28/10/2013 - Aceito para publicação em 19/09/2014

Resumo

Nos últimos anos, a busca por produtos mais sustentáveis tem motivado diversos cientistas a pesquisar a viabilidade técnica, de diferentes materiais lignocelulósicos, para utilização em diversos materiais. Dentre eles, podemos destacar os feixes fibrosos de sisal que já são utilizados por diferentes segmentos da indústria de plásticos. Esse material lignocelulósico tem ganhado destaque devido a diversas características mecânicas e econômicas. Diante disso, o objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial de utilização de feixes de sisal, em associação com partículas de eucalipto, para produção de painéis MDP. Foram confeccionados painéis com a substituição da madeira de eucalipto por feixes de sisal, no miolo dos painéis, nas proporções de 0, 5, 10, 15, 20 e 25%. Os painéis MDP foram produzidos com relação face/miolo de 40/60 (base massa seca das partículas), adesivo uréia-formaldeído, densidade nominal de 0,70 g/cm³ e com ciclo de prensagem de 8 minutos, pressão de 3,92 MPa e temperatura de 160°C. Os resultados não se mostraram satisfatórios, pois a inclusão dos feixes acarretou em piora das propriedades analisadas.
Palavras-chave: Fibras vegetais, painéis aglomerados, materiais lignocelulósicos.

Abstract

In recent years the search for more sustainable products has motivated many scientists to investigate the technical feasibility of different lignocellulose materials for use in various materials. Among them we can detach the sisal fiber bundles that are already used by different segments of the plastic industry. This lignocellulose material has gained prominence due to several mechanical and economic characteristics. Thus, the aim of this study was to evaluate the potential use of sisal bundles in association with eucalyptus particles for the production of MDP panels. Panels were prepared with the substitution on eucalyptus wood for sisal bundles in the panels’ core in doses of 0, 5, 10, 15, 20 and 25%. The MDP panels were produced with face/core 40/60 (base dry mass of the particles), urea-formaldehyde adhesive, nominal density of 0,70 g.cm-3 and pressing cycle of 8 minutes, 3,92 MPa pressure and temperature of 160°C. The results were not satisfactory because the inclusion of the sisal bundles resulted in worsening the analyzed properties.
Keywords: Natural fiber, particleboards, lignocellulose fiber.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.