Scientia Forestalis, volume 45, n. 114
p.305-317, junho de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n114.07

Teor e redistribuição de nutrientes nas folhas de Bixa arborea Huber. e Joannesia princeps Vell. em área de restauração florestal

Levels and redistribution of nutrientes in the leaves of Bixa arborea Huber. and Joannesia princeps Vell. in a florest restoration área

Marcos Vinicius Winckler Caldeira1
Fagner Luciano Moreira2
Elzimar de Oliveira Gonçalves1
Ítalo Favoreto Campanharo3
Kallil Chaves Castro4

1Professor Associado no Departamento de Ciências Florestais e da Madeira. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo / Centro de Ciências Agrárias e Engenharias – Avenida Governador Lindemberg, 316, Centro – 29550-000 - Jerônimo Monteiro – ES, Brasil. E-mail: mvwcaldeira@gmail.com; elzimarog@yahoo.com.br
2Engenheiro Florestal. Klabin / Unidade Florestal. Avenida Brasil, 26, Harmonia – 84275-000 – Telêmaco Borba, PR, Brasil. E-mail: flmflorestal@gmail.com
3Graduando em Engenharia Florestal. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo / Centro de Ciências Agrárias e Engenharias – Avenida Governador Lindemberg, 316, Centro – 29550-000 - Jerônimo Monteiro – ES, Brasil. E-mail: italocampanharo@gmail.com
4Doutorando em Engenharia Florestal. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo / Centro de Ciências Agrárias e Engenharias – Avenida Governador Lindemberg, 316, Centro – 29550-000 - Jerônimo Monteiro – ES, Brasil. E-mail: kallil_florestal@yahoo.com.br

Recebido em 25/04/2016 - Aceito para publicação em 11/01/2017

Resumo

Uma importante estratégia de reciclagem de nutrientes pelas plantas é a redistribuição interna de nutrientes (movimento de nutrientes dos tecidos mais velhos em direção a tecidos mais novos); entretanto, em espécies nativas da Mata Atlântica pouco se conhece sobre este mecanismo. Estudos que objetivam avaliar a redistribuição de nutrientes das mesmas podem ser uma importante ferramenta na escolha de espécies potenciais para restauração de áreas degradadas. Dessa forma, objetivou-se com este trabalho analisar o teor e a redistribuição de nutrientes nas folhas de Bixa arborea Huber. e Joannesia princeps Vell., duas espécies de evidente destaque quanto a produção de serapilheira e crescimento, na restauração de áreas degradadas do norte do Estado do Espírito Santo. O estudo foi realizado em três plantios de espécies nativas com diferentes diversidades (D1= 29 espécies; D2= 58 espécies; D3= 114 espécies). Em cada plantio foram selecionados aleatoriamente cinco indivíduos de cada uma das espécies (Bixa arborea e Joannesia princeps) e sob suas copas instalados coletores retangulares. As folhas interceptadas nos coletores (folhas senescentes) foram recolhidas após um mês da instalação, sendo nesta mesma ocasião realizada a coleta de folhas da copa (folhas maduras). As coletas de material ocorreram em outubro de 2013 (estação com menor precipitação) e em janeiro de 2014 (estação com maior precipitação). Após secagem em estufa, as amostras foram trituradas e submetidas à análise química, para determinação dos teores dos nutrientes, e, posteriormente, calculadas as redistribuições. Para a análise dos teores dos nutrientes dos tecidos vegetais utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em um esquema fatorial 3x2 (3 diversidades por 2 estádios fisiológicos das folhas) com cinco repetições. As diferentes riquezas dos tratamentos não influenciaram nos teores da maior parte dos nutrientes do tecido foliar das duas espécies em ambas as épocas. Os nutrientes N, K e P foram os mais redistribuídos nas duas espécies. A redistribuição de nutrientes em J. princeps tendeu ser mais elevada no período de menor precipitação, e a Bixa arborea tendeu a ser maior no período de maior precipitação. As espécies têm um eficiente padrão de reaproveitamento de nutrientes, evidenciando grande potencial na restauração florestal.
Palavras-chave: Ciclagem bioquímica; eficiência nutricional de florestas; mobilidade de nutrientes.

Abstract

An important strategy for utilization of nutrients by plants is the internal redistribution of nutrients (movement of nutrients from older tissues toward younger tissues). Among native species in the Atlantic Forest, little is known about this mechanism. Studies to evaluate the redistribution of nutrients of these species can be an important tool in the selection of potential species for restoration of degraded areas. Thus, the objective of this work was to analyze the content and redistribution of nutrients in the leaves from two species of high litter production and growth, for restoration of degraded areas in the north of Espírito Santo State: Bixa arborea Huber. and Joannesia princeps Vell. The study was conducted in three plantings of native species with different diversities (D1 = 29 species; D2 = 58 species; D3 = 114 species). In each panting five individuals of these species (Bixa arborea e J. princeps) were randomly selected, and under their canopies rectangular collectors were installed. After a month, the leaves intercepted by the collectors (senescent leaves) were collected, and simultaneously leaves in the canopy were collected (mature leaves). The collections of material occurred in October 2013 (the lowest rainfall season) and January 2014 (highest rainfall). After oven drying, the samples were triturated and subjected to chemical analysis to determine the levels of nutrients, and subsequently redistributions were calculated. In order to analyze the nutrient content of plant tissues we used the randomized design in a factorial design (3 treatments per two physiological stages of leaves) with five replications. The large number of different treatments did not influence the levels of most nutrients from leaf tissue of both species in both seasons. The nutrients N, P and K were redistributed over the two species. The redistribution of nutrients in J. princeps tended to be higher in periods of low rainfall, and Bixa arborea tended to be higher in the period of greatest rainfall. Both species have an efficient pattern of reuse of nutrients, showing great potential for forest restoration.
Keywords: Biochemical cycling; nutritional efficiency of forests; mobility of nutrients.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.