Scientia Forestalis, volume 45, n. 116
p.663-672, dezembro de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n116.07

Fatores climáticos limitantes para a distribuição da araucária no estado de São Paulo

Climatic factors for limiting araucaria distribution in São Paulo state

Elenice Fritzsons1
Marcos Silveira Wrege1
Luiz Eduardo Mantovani2

1Pesquisadora Doutora. Embrapa Florestas - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Estrada da Ribeira -  km 111 – Caixa Postal 319 - 83411-000 - Colombo, PR – Brasil. E-mail: elenice.fritzsons@embrapa.br; marcos.wrege@embrapa.br.
2Professor Associado no Departamento de Geologia. UFPR – Universidade Federal do Paraná / Centro Politécnico. Caixa Postal 19011 – 81531-990 – Curitiba, PR, Brasil: lem@ufpr.br.

Recebido em 20/10/2016 - Aceito para publicação em 03/07/2017

Resumo

No estado de São Paulo, a floresta com Araucaria angustifolia (Bert.) ocorre de forma fragmentada na paisagem, sendo o clima um fator condicionante da sua presença. O objetivo deste estudo foi investigar a influência da precipitação e da temperatura sobre a presença natural da araucária e identificar diferentes locais onde a espécie tem sua distribuição natural. Foram separados os valores médios mensais e estacionais de temperatura e precipitação dos municípios com e sem a ocorrência natural da araucária. A altitude da estação meteorológica também foi considerada. Os dados foram submetidos a vários testes estatísticos descritivos, uni e multivariados. Concluiu se que a presença de florestas nativas de araucária ocorreu onde as temperaturas foram entre 2 a 3 graus menores em cada estação anual e em altitudes superiores a 700 metros. As áreas com florestas naturais de araucária se dividiram em dois grupos com localizações geográficas distintas: o grupo A1 ao norte e regiões Serranas da Mantiqueira e o grupo A2 com predominância no Planalto Meridional. No grupo A1, a precipitação foi maior na primavera, no verão e no outono, e a altitude também foi maior. Não houve diferença entre as temperaturas dos dois grupos e isto pode ser decorrente da compensação das altitudes menores em latitudes maiores ao sul e vice versa. Os resultados obtidos oferecem subsídios para a escolha de áreas de conservação in situ e podem auxiliar na elaboração de programas de conservação e melhoramento genético.
Palavras-chave: Floresta Ombrófila Mista; Conservação genética; Unidades de conservação; Espécies nativas.

Abstract

In the state of São Paulo Araucaria angustifolia (Bert.) forest occurs in a fragmented way in the landscape, and climate is the factor that determines its presence. The objective of this study was to investigate the influence of precipitation and temperature on the natural distribution of Araucaria and to identify different locations where the species has its natural distribution. The mean monthly and seasonal values of temperature and precipitation of the municipalities with and without the natural occurrence of the Araucaria were separated. The altitude of the weather station was also considered. The data were submitted to several descriptive statistical tests, uni- and multivariate. We conclude that the presence of native Araucaria forests occurred where temperatures were between 2 to 3 degrees lower in each annual season and at altitudes above 700 meters. The areas with natural Araucaria forests were divided into two groups with distinct geographical locations: the A1 group to the north and Mantiqueira Mountains regions and the A2 group with predominance in the Southern Plateau. In A1 group, precipitation was higher in the spring, summer and fall, and altitude was also higher. There was no difference between the temperatures of the two groups and this may be due to the compensation of the lower altitudes in the higher latitudes to the south and vice versa. The obtained results offer subsidies for the selection of in situ conservation areas and can help in the elaboration of programs of conservation and genetic improvement.
Keywords: Mixed Rain Forest; Genetic Conservation; Conservation Units; Native Species.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.