Scientia Forestalis, volume 40, n. 95
p.363-374, setembro de 2012

Densidade de bambu e estrutura populacional de duas espécies arbóreas pioneiras em florestas secundárias de diferentes idades em um remanescente florestal, Acre

Bamboo density and population structure of two pioneer tree species in secondary forests of different ages in a remnant forest, Acre State

Solaine Gonçalves Costa1
Elder Ferreira Morato2
Cleber Ibraim Salimon3

1Engenheira Florestal, Programa de Pós - graduação em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais - Curso de Mestrado. UFAC - Universidade Federal do Acre, BR 364, km 04, cep. 69.910-900 - Rio Branco-AC - E-mail: solaine_florestal@yahoo.com.br.
2Professor Doutor. UFAC - Universidade Federal do Acre - Centro de Ciências Biológicas e da Natureza, BR 364, km 04, cep. 69910 - 900 - Rio Branco-AC - E-mail: elderfmorato@yahoo.com.br.
3Professor Doutor. UFAC - Universidade Federal do Acre - Centro de Ciências Biológicas e da Natureza, BR 364, km 04, cep. 69910 - 900 - Rio Branco-AC - E-mail: clebsal@gmail.com.br.

Recebido em 11/08/2011 - Aceito para publicação em 05/07/2012

Resumo

Apeiba tibourbou Gaertn e Ochroma pyramidale (Cav. Ex Lam.) Urb. são espécies pioneiras pertencentes à família Malvaceae encontradas no início do processo de sucessão. Podem-se estabelecer rapidamente em ambientes alterados e perturbados. Informações sobre a estrutura populacional dessas espécies são pouco conhecidas e podem auxiliar em um melhor entendimento da ocorrência das mesmas sob condições naturais. Esse conhecimento pode viabilizar, no futuro, o seu uso em programas de reflorestamento em áreas degradadas e a sua exploração. Assim, o objetivo desse trabalho foi investigar a estrutura populacional dessas espécies em áreas de florestas secundárias de diferentes idades. A amostragem foi realizada na Fazenda Experimental Catuaba localizada em Senador Guiomard – AC, em 12 áreas amostrais de 0,72 ha (90 x 80 m). Destas, três são de floresta madura (controle) e nove de florestas secundárias de diferentes idades. Cada área amostral foi dividida em 12 parcelas de 30 x 20 m nas quais foi feito um censo dos indivíduos, demarcando suas posições em um sistema cartesiano (x, y). Todos os indivíduos com DAP = 5 cm foram numerados e plaqueteados e tiveram seus diâmetros medidos. Foram estimadas também a altura total dos indivíduos (até o final da copa) e a altura da base até a primeira bifurcação. Foram registrados 439 indivíduos, sendo 128 (29%) de A. tibourbou e 311 (71%) de O. pyramidale nas áreas de floresta secundária. Nas mesmas áreas foram também registradas 9.264 colmos de bambu (Guadua weberbaueri Pilger). Nas áreas de florestas maduras nenhum indivíduo foi encontrado.Também não foi encontrada nenhuma plântula de ambas as espécies dentro das áreas amostrais, sendo as mesmas encontradas apenas nas bordas das florestas. Essas espécies são intolerantes à sombra e colonizam apenas no início da sucessão. De modo geral, a distribuição de ambas as espécies foi de forma agregada. A distribuição diamétrica das espécies seguiu a forma de uma função exponencial negativa. Não houve correlação e associação significativa entre ambas as abundâncias dessas espécies e o bambu. Não houve influência da idade das florestas sobre a estrutura populacional das espécies. Tais resultados são importantes para o entendimento da ocorrência das espécies em habitats naturais e também para planos de reflorestamento e plantios com finalidade comercial.
Palavras-chave: Espécies pioneiras, Sucessão florestal, Estrutura populacional, bambu, Apeiba tibourbou, Ochroma pyramidale.

Abstract

Apeiba tibourbou Gaertn and Ochroma pyramidale (Cav. Ex Lam.) Urb. are pioneer species from the Malvaceae family commonly found in early successional stages, colonizing rapidly abandoned areas in the Amazon region. Despite their ecological importance, little is known about them. Our objective is to study their populations’ structure and spatial distribution in secondary forests of different ages and in mature forests in southwestern Amazonia, Acre, Brazil. Each site was divided into 12 plots (0.72 ha each) where a 100% inventory was conducted and each tree identified and positioned in an X/Y grid. All individuals with diameter greater than 5 cm at 1.3 m height were numbered, tagged and measured (diameter and height). In total, we found 439 individuals, of which 128 (29%) wee of A. tibourbou and 311 (71%) of O. pyramidale. We also found 9.264 bamboo culms (Guadua weberbaueri Pilger). No individual of both species was found in the mature forest plots. We also did not find seedlings of either species in any of the plots studied, since their seeds can only germinate in direct sunlight. The spatial distribution of both species was found to be aggregated and the diametrical distribution followed a negative exponential curve shape. No association or correlation was found between each species with bamboo abundance or with stand age. Such ecological results are important to understand these species’ occurrence in natural habitats and also in reforestation plans and for tree plantations for economic purposes.
Keywords: pioneer species, secondary succession, population structure, Apeiba tibourbou, Ochroma pyramidale.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.