Scientia Forestalis, volume 44, n. 109
p.85-93, março de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n109.08

Efeito do diâmetro e do comprimento das toras na secagem de lenha de um clone de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus camaldulensis

Diameter and length effects of logs on firewood drying clone of Eucalyptus urophylla x Eucalyptus camaldulensis

Christovão Pereira Abrahão1
Luiz César Silva Rocha2
Heverton de Paula2
Edgard Geraldo Bertoli Trindade2
Helder Bolognani Andrade3
Reynaldo Campos Santana1

1Professor Adjunto do Departamento de Engenharia Florestal. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Rodovia MGT 367 – KM583 – 39100-000 - Diamantina, MG, Brasil. E-mail: cabrahao@gmail.com
2Engenheiro Florestal pelo Departamento de Engenharia Florestal. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Rodovia MGT 367 – KM583 – 39100-000 - Diamantina, MG, Brasil. E-mail: rochalcs.eng@gmail.com; heverton.floresta@gmail.com; edgardgbtrindade@gmail.com
3Diretor de P&D. Vallourec. Rua Honduras, 78 – 35790-000 –Curvelo, MG, 35790-000 Curvelo, MG, Brasil. E-mail: helder@vmtubes.com.br

Recebido em 01/10/2014 - Aceito para publicação em 14/07/2015

Resumo

Este trabalho objetivou contribuir para a experiência em secagem de lenha para  produção de carvão vegetal. Foi monitorada por 386 dias a secagem de toras de diferentes diâmetros e comprimentos dispostas inicialmente em pilhas no campo e transferidas para um pátio após 110 dias. Os teores de umidade médios determinados em base seca aos 47, 110, 182 e 386 dias foram 50,2%, 33,2%, 25,0% e 16,3% respectivamente. Aos 47 dias de secagem a madeira das toras de menor diâmetro, independente do comprimento, já se encontrava com umidade próxima ao ponto de saturação das fibras, enquanto que as toras de maior diâmetro ainda apresentavam teores de umidade em torno de 70%. A influência do comprimento das toras sobre as taxas de secagem apresentou-se de forma diferente entre as duas classes de diâmetro.
Palavras-chave: Eucalipto; secagem ao ar; carvão vegetal.

Abstract

This work aimed to contribute to the experience in drying of wood for charcoal production. For 386 days, the drying of logs with different diameters and lengths laid initially in piles on the field and transferred to a drying yard after 110 was monitored. The average moisture contents determined in a dry basis at days 47, 110, 182 and 386 were 50.2%, 33.2%, 25.0% and 16.3%, respectively. After 47 days of drying the smaller diameter logs, independently of the length, were already with moisture content near the fiber saturation point, while the larger diameter logs still presented moistures content around 70%. The influence of the length of the logs over the drying rates was different between the two diameter classes.
Keywords: Eucalypts; air drying; vegetable charcoal.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.