Scientia Forestalis, volume 40, n. 96
p.499-505, dezembro de 2012

Multiplicação e alongamento in vitro de vinhático (Plathymenia reticulata)

In vitro multiplication and elongation of vinhatico (Plathymenia reticulata)

Luciana Coelho de Moura1
Miranda Titon2
Natane Amaral Miranda3
Tamires Pinto Moreira4
Marcio Leles Romarco de Oliveira5

1Engenheira Florestal – Mestranda em Ciência Florestal. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – CEP: 39100-000 – Diamantina – MG – E-mail: lucianacm2005@yahoo.com.br.
2Engenheira Florestal – Professora Dra. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Departamento de Engenharia Florestal – CEP: 39100-000 – Diamantina – MG – E-mail: titonmiranda@yahoo.com.br.
3Graduando em Engenharia Florestal. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Departamento de Engenharia Florestal – CEP: 39100-000 – Diamantina – MG – E-mail: natane.am@hotmail.com.
4Graduando em Engenharia Florestal. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha – E-mail: tamirespmoreira@hotmail.com.
5Engenheiro Florestal. Professor Doutor. UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Departamento de Engenharia Florestal – CEP: 39100-000 – Diamantina – MG – E-mail: marcioromarco@gmail.com.

Recebido em 03/02/2012 - Aceito para publicação em 25/09/2012

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito do tipo de explante e de reguladores de crescimento na multiplicação no alongamento in vitro de gemas axilares de vinhático. Segmentos cotiledonares e nodais foram e inoculados em meio WPM suplementado com combinações de 6-benzilaminopurina (BAP) e ácido naftalenoacético (ANA). Para implantação dos experimentos foi utilizado o delineamento inteiramente ao acaso (DIC) em esquema fatorial 2x3x2 (dois tipos de explantes, três concentrações de BAP e duas concentrações de ANA) com quatro repetições e seis explantes por repetição. A fase de multiplicação foi constituída pelo cultivo inicial e três subcultivos subseqüentes (subcultivos 1, 2 e 3), sendo em cada um deles repetidos os procedimentos descritos anteriormente. Avaliou-se o número de gemas por explante. Na fase de alongamento foram montados dois experimentos. Gemas axilares foram inoculadas em meio WPM suplementado com combinações de ANA e BAP estabelecendo um DIC em esquema fatorial 3x3 (três concentrações de ANA e três concentrações de BAP) com cinco repetições e quatro explantes por repetição. Todos os procedimentos do experimento anterior foram repetidos, utilizando, dessa vez, concentrações de ácido giberélico (GA3) estabelecendo um DIC com quatro repetições e seis explantes por repetição. Avaliou-se o comprimento do maior broto (cm) para ambos os experimentos. A multiplicação de gemas axilares de vinhático foi alcançada utilizando-se segmentos cotiledonares e a concentração de 0,6 mg.L-1 de BAP adicionada ao meio de cultura. O cultivo inicial da fase de multiplicação foi superior aos subcultivos 1, 2 e 3, utilizando-se como material vegetal, plântulas recém germinadas. As combinações ANAxBAP e as concentrações de GA3 adicionadas ao meio de cultura utilizadas nesse trabalho não foram eficientes no alongamento de brotos de vinhático.
Palavras-chave: Cultura de tecidos, espécie nativa, propagação de plantas.

Abstract

The aim this study was to verify the effect of explant type and growth regulators on the in vitro multiplication and elongation of vinhático axillary bud. Cotyledon and nodal segments were inoculated in WPM supplemented with combinations of 6-benzylaminopurine (BAP) and naphthalene acetic acid (ANA). We used a completely randomized design (DIC) in factorial scheme 2x3x2 (two types of explants, three BAP concentrations and two ANA concentrations) with four replications and six explants per replication. The multiplication phase was formed by an initial culture and three subsequent subcultures (subculture 1, 2 and 3), and in each replication using the procedures described previously. We evaluated the number of buds per explant. For the elongation phase two experiments were set up. Axillary buds were inoculated in WPM supplemented with ANA and BAP combinations establishing a DIC in factorial scheme 3x3 (three ANA concentrations and three BAP concentrations) with five replications and four explants per replication. All experimental procedures were repeated using concentrations of gibberellic acid (GA3) established in a DIC with four replications and six explants each. We evaluated the length of the longest bud (cm) for both experiments. The multiplication of axillary buds of vinhático was achieved by using cotyledon segments and a concentration of 0,6 mg.L-1 BAP added to the culture medium. The initial culture of the multiplication phase was superior to subcultures 1, 2 and 3, using newly germinated seedlings. The combinations and concentrations ANA x BAP and GA3 added to the culture medium used in this work weren’t efficient for the elongation of vinhático.
Keywords: Tissue culture, native species, plant propagation.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.