Scientia Forestalis, volume 42, n. 104
p.555-563, dezembro de 2014

Propriedades físicas e colorimétricas da madeira termorretificada de Pinus elliottii var. elliottii

Physical and colorimetric properties of Pinus elliottii var. elliottii thermally treated wood

Bruno Conte1
André L. Missio1
Anderson Pertuzzatti1
Pedro H. G. de Cademartori2
Darci A. Gatto3

1Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. UFSM – Universidade Federal de Santa Maria - Centro de Ciências Rurais. Laboratório de Produtos Florestais. Av. Roraima, 1000, 97105-900 Santa Maria – RS. E-mail: efl.brunoconte@gmail.com; andreluizmissio@gmail.com; anderson.pertuzzatti@gmail.com.
2Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. UFPR.- Universidade Federal do Paraná - Centro de Ciências Florestais e da Madeira. Av. Lothário Meissner, 900, 80210-170, Curitiba – PR. E-mail: pedrocademartori@gmail.com
3Programa de Pós-Graduação em Ciências e Engenharia dos Materiais. UFPel – Universidade Federal de Pelotas - Centro de Desenvolvimento Tecnológico. Félix da Cunha, 809, 96010-000, Pelotas – RS. E-mail: darcigatto@yahoo.com

Recebido em 09/04/2014 - Aceito para publicação em 08/07/2014

Resumo

A termorretificação caracteriza-se como um método de modificação da madeira que visa, dentro de certos parâmetros adotados, a melhoria da qualidade do material. É um processo de baixo impacto ambiental, estudado com considerável atenção principalmente na Europa e América do Norte nos últimos anos. Nesse contexto, a presente pesquisa teve por objetivo avaliar as propriedades físicas e colorimétricas da madeira termorretificada de Pinus elliottii var. elliottii. Foram utilizadas cinco árvores selecionadas ao acaso de um plantio homogêneo com 20 anos. Dessas, foram confeccionados os corpos de prova que serviram de base para as análises físicas e colorimétricas. Uma estufa com circulação forçada de ar foi utilizada para realização dos tratamentos, que consistiram em temperaturas de 130°C, 170°C, 210°C por um período 3 horas, além das amostras controle. Os parâmetros colorimétricos foram mensurados conforme o sistema CIEL*a*b*. A termorretificação a 210°C foi responsável pelas modificações mais intensas, quanto à variação volumétrica, perda de massa e teor de umidade de equilíbrio. A cor também sofreu variações, e o parâmetro colorimétrico de claridade (L*) foi o mais representativo para caracterizar o comportamento frente à termorretificação. A cor da madeira de pinus passou de pálida/branca para marrom-escuro, o que denota/confirma a termorretificação como uma alternativa eco eficiente e viável para fins estéticos e não estruturais.
Palavras-chave: Tratamento térmico, estabilidade dimensional, CIEL*a*b*, histerese.

Abstract

Thermal treatment is a method to modify wood material and to improve its quality considering some parameters. It has low environmental impact and lately has been widely studied, mainly in Europe and North America. The present study aimed to evaluate physical and colorimetric properties of Pinus elliottii var. elliottii thermally treated wood. We randomly selected five trees from a homogeneous plantation aged 20 years and the samples for physical and colorimetric tests were prepared. An oven with forced air circulation was used in the thermal treatments at 130°C, 170°C and 210°C for 3 hours, beyond the control samples. Colorimetric analyses were performed according to the CIEL*a*b* system. Temperature of 210°C presented the highest changes in the volumetric variation, weight loss and equilibrium moisture content. Color also varied, in which lightness (L*) was the most representative parameter to characterize the behavior of thermally treated wood. Pine color wood was from pallid/white to dark brown, which denotes the thermal treatment as an eco-friendly and viable alternative for aesthetic and non-structural uses.
Keywords: Heat treatment, dimensional stability, CIEL*a*b, hysteresis.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.