Scientia Forestalis, volume 41, n. 97
p.083-093, março de 2013

Variabilidade espacial do Índice de Diversidade de Shannon-Wiener em Floresta Ombrófila Mista

Spatial variability of the Shannon-Wiener Diversity Index in a Mixed Ombrophilous Forest

Lúcio de Paula Amaral1
Regiane Aparecida Ferreira2
Gerson do Santos Lisboa3
Solon Jonas Longhi4
Luciano Farinha Watzlawick5

1Engenheiro Florestal, Doutorando PPGEF-UFSM, Mestrando PPGAP-UFSM. UFSM – Universidade Federal de Santa Maria - CCR, Prédio 44, sala 5248, Av. Roraima, 1000, Cidade Universitária, Camobi, Santa Maria-RS, CEP 97.105-900. E-mail: lpamaralengflorestal@gmail.com.
2Engenheira Florestal, PPGEF-UFSM. UFSM – Universidade Federal de Santa Maria / CCR, Prédio 44, sala 5248, Av. Roraima, 1000, Cidade Universitária, Camobi, Santa Maria-RS, CEP 97.105-900. E-mail: regianeferreira220@hotmail.com.
3Engenheiro Florestal, doutorando PPGEF-UFSM. UFSM – Universidade Federal de Santa Maria / CCR, Prédio 44, sala 5248, Av. Roraima, 1000, Cidade Universitária, Camobi, Santa Maria-RS, CEP 97.105-900. E-mail: gerson.lisboa@gmail.com.
4Engenheiro Florestal, Professor Doutor PPGEF-UFSM. UFSM – Universidade Federal de Santa Maria / CCR, Prédio 44, sala 5248, Av. Roraima, 1000, Cidade Universitária, Camobi, Santa Maria-RS, CEP 97.105-900. E-mai: longhi.solon@gmail.com.
5Engenheiro Florestal, Professor Doutor, PGA. UNICENTRO, Campus CEDETEG, R. Simeão Camargo Varela de Sá, 03, Vila Carli, Guarapuava-PR, CEP 85.040-080. E-mail: farinha@unicentro.br

Recebido em 31/01/2012 - Aceito para publicação em 06/12/2012

Resumo

Análises da diversidade de espécies são estudos rotineiros para caracterização de formações florestais nativas. Esses estudos são baseados na observação das espécies que ocorrem em um fragmento florestal num determinado espaço e em um dado momento. Porém, são raros os estudos que procuram mostrar a variabilidade espacial do seu comportamento ao longo da floresta. O presente trabalho objetivou caracterizar a variabilidade espacial do número de espécies (S) e do Índice de diversidade de Shannon-Wiener (H’) observados em unidade amostrais de 500 m² em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista (FOM), utilizando a krigagem ordinária para gerar estimativas em locais não amostrados. Foram utilizadas 45 unidades amostrais georreferenciadas de um levantamento fitossociológico realizado no ano de 2007, em General Carneiro-PR. A análise fitossociológica foi realizada no programa Mata Nativa 2.1®, obtendo-se os parâmetros fitossociológicos e o Índice de Diversidade de Shannon-Wiener. As análises espaciais e elaboração dos mapas de isolinhas foram realizadas no programa GS+®. Foi possível ajustar os semivariogramas, utilizando os modelos exponencial e esférico, observando-se forte dependência espacial (80 e 87%), respectivamente para S e H’, resultando em mapas de isovalores considerados satisfatórios para as duas variáveis analisadas.
Palavras-chave: floresta com araucária; geoestatística; floresta de precisão.

Abstract

Analyses of the species diversity are routine studies for characterization of natural forest formations. These studies are based on the observation of the species that occur in a forest fragment in a certain space and moment. However, there are few studies that seek to show the spatial variability behavior in the forest. The present work aimed to characterize the spatial variability of the species number (S) and of the Index of diversity of Shannon-Wiener (H’) observed in sampling units of 500 m² in a fragment of Mixed Ombrophylous Forest, using the ordinary kriging to generate estimates in a non-sampled site. 45 sampling units were used in a geo-referenced phyto-sociological survey done in 2007, in General Carneiro - PR. The phyto-sociological analysis was done within the program Mata Nativa 2.1®, in which the phyto-sociological parameters and the Shannon-Wiener Diversity Index were obtained. The spatial analyses and elaboration of the isoline maps were plotted in the GS+® program, It was possible to adjust the semivariograms, using the exponential and spherical models, finding a strong spatial dependence (80 and 87%), for S and H' respectively; resulting in iso-value maps considered satisfactory, for the two variables analyzed.
Keywords: Araucaria Forest; geostatistics, ordinary kriging





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.