Scientia Forestalis, volume 42, n. 102
p.259-267, junho de 2014

Produção de painéis de madeira aglomerada de Eucalyptus benthamii, Eucalyptus dunnii e Eucalyptus grandis

Particleboard manufacture from Eucalyptus benthamii, Eucalyptus dunnii e Eucalyptus grandis

Alexsandro Bayestorff da Cunha1
Bruna Laís Longo2
Aline Almada Rodrigues3
Denys Roberto Brehmer4

1Professor Doutor do Departamento de Engenharia Florestal. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Luis de Camões, 2090, Lages, SC – 88520-000. E-mail: a2abc@cav.udesc.br.
2Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Luis de Camões, 2090, Lages, SC – 88520-000. E-mail: bruna.lais@florestal.eng.br.
3Graduanda em Engenharia Florestal. UEMS - Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul. Rodovia Aquidauana, km 12, Aquidauana, MS - 79200-000 – E-mail: alininha_ar@hotmail.com.
4Engenheiro Florestal. – Rua Leônidas Rupp, 300, Centro, Campos Novos, SC – 89620-000 – E-mail: denysbrehmer@florestal.eng.br.

Recebido em 06/11/2013 - Aceito para publicação em 18/03/2014

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar as propriedades físicas e mecânicas de painéis aglomerados produzidos com três espécies do gênero Eucalyptus (E. grandis, E. dunnii e E. benthamii), provenientes de reflorestamentos com 13 anos.  O estudo envolveu a produção de painéis com as espécies puras e com o mix entre elas, totalizando sete tratamentos. Foi utilizada a resina uréia-formaldeído e a emulsão de parafina. O ciclo de prensagem foi de 160°C de temperatura e 40 kgf/cm² de pressão por período de 8 minutos. Foram realizados ensaios físicos e mecânicos, conforme os procedimentos da NBR 14810 (ABNT, 2006), os quais foram submetidos à análise de variância e teste de Scott-Knott  a 95% de probabilidade. Mediante os resultados dos ensaios físicos e mecânicos pode-se concluir que  os painéis produzidos com as 2 espécies florestais alternativas, Eucalyptus dunnii e Eucalyptus benthamii, tanto na forma pura, como no mix entre as espécies apresentam potencial de utilização para o segmento, quando comparadas com o Eucalyptus grandis. No entanto, faz-se necessário a adequação da granulometria das partículas e das variáveis da prensagem para atendimento as normas de qualidade, no que se refere aos valores de módulo de ruptura e elasticidade à flexão estática.
Palavras-chave: Painéis de média densidade; espécies alternativas; propriedades físico-mecânicas.

Abstract

The objective of this work was to evaluate the physical and mechanical properties of the particleboard produced with three species of the genus Eucalyptus (E.  grandis, E. dunnii and E. benthamii), from reforestation with13 years. The work involved the production of panels with the pure species and the mix between them, a total of seven treatments. Was used the urea formaldehyde resin and paraffin emulsion. The pressing cycle was 160°C and 40 kgf/cm² pressure and pressing time of  8 minutes. Were conducted physical and mechanical tests according to the procedures of NBR14810 (ABNT, 2006), which were submitted to analysis of variance and Scott-Knott´s  test at 95% probability. From the physical and mechanical properties it can be concluded that panels produced with the 2 alternative forest species, Eucalyptus dunnii and Eucalyptus benthamii, both in pure form and in the mix of species have potential use for the segment, compared to the Eucalyptus grandis. However, it is necessary to fit the particle size and the variable of pressing to attend quality standards, in relation to the values ??of modulus of rupture and elasticity to static bending.
Keywords: Medium density particleboard; alternative species; physical-mechanical properties.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.