Scientia Forestalis, volume 46, n. 117
p.107-114, março de 2018
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v46n117.10

Propriedades mecânicas de amostras individualizadas da madeira e do carvão de Eucalyptus urophylla e de Corymbia citriodora

Mechanical properties of individual samples of wood and charcoal from Eucalyptus urophylla and Corymbia citriodora

Tais Regina Lima Abreu Veiga1
José Tarcísio Lima2
Thiago Campos Monteiro3
Anelise Lima de Abreu Dessimoni4
Maria Fernanda Veira Rocha5

1Mestranda em Ciência e Tecnologia da Madeira. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal: 37 – 37200-000 – Lavras, MG, Brasil.
2Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal: 37 – 37200-000 – Lavras, MG, Brasil.
3Professor Adjunto do Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal. UFPR - Universidade Federal do Paraná. Av. Prefeito Lothario Meissner, 632 - Jardim Botânico - 80210170 - Curitiba, PR - Brasil.
4Doutorado em Agroquímica. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal: 37 – 37200-000 – Lavras, MG, Brasil.
5Doutoranda em Ciência e Tecnologia da Madeira. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal: 37 – 37200-000 – Lavras, MG, Brasil.

Recebido em 23/03/2017 - Aceito em 22/09/2017

Resumo

Este trabalho teve como objetivo caracterizar mecanicamente amostras individuais da madeira e do carvão vegetal de Corymbia citriodora e de clones de Eucalyptus urophylla, por meio de ensaios de compressão paralela às fibras e de flexão estática, e ainda, correlacionar as propriedades da madeira com as do carvão produzido. Foram utilizadas 148 amostras, sendo que 74 foram destinadas à avaliação do carvão e 74 à avaliação da madeira. As amostras destinadas ao processo de carbonização foram submetidas a uma taxa de aquecimento de 0,5ºC/min e temperatura final de 450ºC.  A madeira e o carvão de C. citriodora apresentaram valores superiores de densidade, rigidez, resistência à compressão e módulo de ruptura, quando comparados à madeira e ao carvão de E. urophylla, indicando ser mais adequados ao uso siderúrgico. O carvão vegetal apresentou forte correlação apenas com a densidade básica da madeira, sendo de média a baixa correlação com o restante das propriedades, mostrando que apenas a densidade básica da madeira pode ser utilizada para prever o comportamento mecânico do carvão vegetal.
Palavras-chave: Eucalyptus, carbonização, rigidez e resistência.

Abstract

This study aimed to characterize mechanically the wood and charcoal of individual pieces of Corymbia citriodora and Eucalyptus urophylla clones through parallel compression tests for fibers and static flexion, and to correlate the properties of the wood with that of the coal produced. 148 specimens were used, of which 74 were used for the evaluation of the charcoal and 74 for the evaluation of the wood. The test specimens for charcoal evaluation were carbonized at a heating rate of 0.5 °C/min and final temperature of 450 ° C. The wood and charcoal of C. citriodora showed significantly higher values of density, stiffness, compressive strength and modulus of rupture when compared to the wood and the charcoal of E. urophylla, indicating to be more suitable for the steel industry. The charcoal showed a strong correlation only with the basic density of the wood, having on average a low correlation with the rest of the properties, indicating that only the basic density of the wood can be used to predict the mechanical behavior of charcoal.
Keywords: Eucalyptus, carbonization, stiffness and resistance.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.