Scientia Forestalis, volume 44, n. 109
p.115-127, março de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n109.11

Testes de identidade de modelos aplicados na construção de curvas de índices de local e na produção de povoamentos de Eucalyptus grandis

Identity test models applied for the construction of site index and curves for production of Eucalyptus grandis stands

Marcelo Roveda1
Andrea Nogueira Dias2
Afonso Figueiredo Filho2
Vanessa Scavinski3
Rodrigo Ribeiro de Castro4

1Doutorando em Engenharia Florestal. UFPR – Universidade Federal do Paraná. Avenida Prefeito Lothário Meissner, 900, - Jardim Botânico - 80210-170 - Curitiba, PR, Brasil. E-mail: marcelo_roveda@hotmail.com
2Professor(a) Adjunto(a) do Departamento de Engenharia Florestal. UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Campus Irati. PR 153- Km 07 - Riozinho84500-000 - Irati, PR, Brasil. E-mail: anogueiradias@hotmail.com ; afigfilho@gmail.com
3Mestre. UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Campus Irati. PR 153- Km 07 - Riozinho84500-000 - Irati, PR, Brasil. E-mail: vanescavinski@yahoo.com.br ; rodrigo.castro@duratex.com.br
4Coordenador de Mensuração e Cartografia. Rodovia Marechal Rondon, Km 323, 17120-000 - Agudos, SP, Brasil. E-mail: rodrigo.castro@duratex.com.br

Recebido em 24/07/2014 - Aceito para publicação em 06/08/2015

Resumo

Este trabalho teve como objetivo aplicar testes de identidade de modelos na construção de curvas de índices de local e na produção da área basal e do volume por hectare em povoamentos de Eucalyptus grandis W. Hill. Ex. Maiden para seis fazendas de uma região do estado de São Paulo. O teste de Regazzi (2003) foi aplicado para analisar a possibilidade de utilização de um único modelo de altura dominante para todas as fazendas.  A curva média de produção em área basal e volume ajustada pelo modelo de Clutter (1963) foi projetada para o índice de local médio e aplicado o teste de identidade de modelos, por meio do teste de Chow (1960). Uma única equação não é suficiente para representar o crescimento da altura dominante para as seis fazendas. Ao aplicar o teste separadamente entre as fazendas observou-se que os dados de algumas delas podem ser agrupadas, sem perda de precisão. Com as projeções do modelo de Clutter (1963), o teste de Chow (1960) indicou que algumas fazendas podem ser agrupadas e outras não deveriam ser agrupadas em termos de produção de área basal e volume.
Palavras-chave: crescimento, parcelas permanentes, comparação de curvas, manejo florestal.

Abstract

This study aimed to apply identity model tests in the construction of site index and on the production of basal area and volume per hectare in stands of Eucalyptus grandis W. Hill. Ex Maiden growing in six farms in Western São Paulo State. The Ragazzi test (2003) was applied to analyze the possibility of using a single model for dominant height for all farms. The average production curve in basal area and volume was adjusted by the Clutter (1963) model and projected for the mean local index, and the model identity test was applied through the Chow test (1960). A single equation is not efficient to represent the dominant height growth for the six farms. When applying the test, separately between the farms, we observed that some of the data may be grouped without loss of accuracy. With the projections of the Clutter model (1963), the Chow test (1960) indicated that some farms can be grouped and others should not be grouped for volume and basal area production.
Keywords: growth, permanent plots, comparison of curves, forest management.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.