Scientia Forestalis, volume 44, n. 110
p.383-392, junho de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n110.11

Modelagem da produção em nível de povoamento e por distribuição diamétrica em plantios de eucalipto

Modeling production by stand and diameter distribution in eucalyptus plantations

Gileno Brito de Azevedo1
Erica Karolina Barros de Oliveira2
Glauce Taís de Oliveira Sousa Azevedo2
Hugo Macedo Buchmann3
Eder Pereira Miguel4
Alba Valéria Rezende4

1Professor Assistente. UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Campus de Chapadão do Sul. Zona Rural - Caixa-postal: 112 - 79560000 - Chapadão do Sul, MS, Brasil. E-mail: gileno.azevedo@ufms.br.
2Doutorando (a) em Ciências Florestais. UnB – Universidade de Brasília. Asa Norte - 70910900 - Brasília, DF, Brasil E-mail: karolina.czs@gmail.com; gtosousa@gmail.com
3Graduando em Engenharia Florestal. UnB – Universidade de Brasília. Asa Norte 70910900 - Brasília, DF, Brasil E-mail: hugo.efl@gmail.com.
4Professor Associado do Departamento de Enfenharia Florestal. UnB – Universidade de Brasília. Asa Norte - 70910900 - Brasília, DF, Brasil E-mail: miguelederpereira@gmail.com; albavr@unb.br.

Recebido em 09/03/2015 - Aceito para publicação em 18/11/2015

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar e comparar as estimativas geradas por duas categorias de modelos de crescimento e produção em plantios de Eucalyptus urophylla, sendo um modelo em nível de povoamento total (MPT), por meio de equações simultâneas de Clutter, e outro de distribuição diamétrica (MDD), pelo ajuste de função densidade de probabilidade de Weibull, com três parâmetros. Os dados utilizados nos ajustes dos modelos foram provenientes de 21 parcelas permanentes, mensuradas em quatro ocasiões. O ajuste do MPT proporcionou estimativas confiáveis da produção em volume, com diferenças entre valores observados e projetados de apenas -1,91%, -7,24% e -1,72% nas idades de 48, 60 e 72 meses, respectivamente. O MDD não se adequou à distribuição do povoamento, gerando estimativas não confiáveis do número de indivíduos por classe de diâmetro, e, por extensão, inconsistências na prognose volumétrica.
Palavras-chave: prognose da produção; modelo de Clutter; função Weibull.

Abstract

The aim of this study was to evaluate and compare the estimates generated by two categories of growth and yield models in Eucalyptus urophylla plantations. One of them was the model for total stand (MPT), using Clutter's simultaneous equations, and the other one was the diameter distribution model (MDD), by adjustment of the Weibull's probability density function, with three parameters. The data used for the adjustment were obtained from 21 permanent plots measured on four occasions. The MPT adjustment provided reliable estimates of volume production, with differences between observed and projected values of only -1,91%, -7,24% and -1,72%  to the ages of 48, 60 and 72 months, respectively. The MDD was not suitable for the diameter distribution in the stand, generating non-reliable estimates for the number of individuals per diameter class, and, by extension, inconsistencies in volumetric prognosis.
Keywords: production prognosis; Clutter's model; Weibull function.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.