Scientia Forestalis, volume 45, n. 114
junho de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n114.11

Painéis de partículas com maravalha de Pinus spp. e fibra de sisal

Particleboard with shavings of Pinus spp. and sisal fiber

Matheus Roberto Cabral1
Juliano Fiorelli2
Julio Cesar Machado Cravo3
Holmer Savastano4

1Doutorando em Engenharia e Ciência de Materiais. USP - Universidade de São Paulo / Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos. Av. Duque de Caxias Norte - 13663900 - Pirassununga, SP, Brasil, Brasil. E-mail: matheusrc@usp.br
2Professor Associado do Departamento de Engenharia de Biossistemas. USP - Universidade de São Paulo / Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos. Av. Duque de Caxias Norte - 13663900 - Pirassununga, SP, Brasil, Brasil. E-mail: julianofiorelli@usp.br
3Doutor em Qualidade e Produtividade Animal. USP - Universidade de São Paulo / Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos. Av. Duque de Caxias Norte - 13663900 - Pirassununga, SP, Brasil, Brasil. E-mail: juliomachadomachado@hotmail.com
4Professor Titular do Departamento de Engenharia de Biossistemas. USP - Universidade de São Paulo / Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos. Av. Duque de Caxias Norte - 13663900 - Pirassununga, SP, Brasil, Brasil. E-mail: holmersj@usp.br

Recebido em 06/03/2016 - Aceito para publicação em 06/03/2017

Resumo

Este estudo avaliou a viabilidade de uso de fibras de sisal associada à maravalha de Pinus spp. como matérias primas constituintes de painéis de partículas homogêneas. Os painéis foram produzidos com densidade de 0,500 g/cm3 e 25%, 50% e 75% de fibra de sisal substituíram as partículas de maravalha de Pinus spp. A resina poliuretana bicomponente à base de óleo de mamona foi utilizada como aglomerante. Os painéis foram caracterizados com base nos documentos normativos NBR14810, 2006 e ASTM E1530, 2011 e suas propriedades termo-físico-mecânicas foram determinadas. Os resultados obtidos indicaram a viabilidade de produção dos painéis de partículas com maravalha de Pinus spp. e fibras de sisal e aqueles com 25% dessas fibras apresentaram propriedades termo-físico-mecânicas que atenderam as prescrições mínimas estabelecidas nos documentos normativos para painéis de baixa densidade.
Palavras-chave: Madeira, fibras vegetais, resina de mamona, painéis.

Abstract

This study evaluated the feasibility of sisal fibers associated with Pinus spp. as a constituent of homogeneous particle panels. The panels have been produced with a density of 0.500 g/cm3 and 25%, 50% and 75% sisal fiber replaced the shavings of Pinus spp. Resin based on castor oil was used as a binder. The panels were characterized based on normative documents NBR14810, 2006 and ASTM E1530, 2011 and the thermo-physical-mechanical properties were determined. The results indicated the feasibility of the production of the particle panels with the Pinus spp. and sisal fibers and those with 25% of these fibers presented thermomechanical properties that met the minimum requirements established in normative documents for low density panels.
Keywords: Wood, vegetable fibers, castor resin, panels.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.