Scientia Forestalis, volume 41, n. 98
p.257-264, junho de 2013

Chemical sterilization of culture medium: a low cost alternative to in vitro establishment of plants

Esterilização química do meio de cultura: uma alternativa de baixo custo para o estabelecimento in vitro de plantas

Gilvano Ebling Brondani1
Leandro Silva de Oliveira2
Tábata Bergonci3
André Ebling Brondani4
Francisca Andrea Macedo França4
André Luís Lopes da Silva5
Antonio Natal Gonçalves6

1Eng. Florestal, Doutor. UFMT - Universidade Federal de Mato Grosso, Departamento de Engenharia Florestal, Faculdade de Engenharia Florestal. Av. Fernando Corrêa da Costa, 2367, Bairro Boa Esperança, CEP 78060-900, Cuiabá - MT, Brasil. E-mail: gebrondani@yahoo.com.br.
2Engenheiro Florestal, Mestre. USP – Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Departamento de Ciências Florestais. Avenida Pádua Dias, 11, Bairro São Dimas, CEP 13418-900, Piracicaba - SP, Brasil. Bolsista CAPES. E-mail: leandrooliveiraufv@yahoo.com.br.
3Bióloga, Mestre. USP – Universidade de São Paulo, ESALQ - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Departamento de Genética. Avenida Pádua Dias, 11, Bairro São Dimas, CEP 13418-900, Piracicaba - SP, Brasil. Bolsista CAPES. E-mail: tabatab@usp.br.
4Matemático, Mestre. UFF - Universidade Federal Fluminense, Departamento de Matemática, Instituto de Ciências Exatas, Rua Desembargador Ellis Hermydio Figueira, 783, Bairro Aterrado, CEP 27213-415, Volta Redonda - RJ, Brasil. E-mail: andrebrondani@puvr.uff.br; francisca@puvr.uff.br.
5Biólogo, Mestre. UFPR - Universidade Federal do Paraná, Departamento de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia. Rua Coronel Francisco H. dos Santos, 100, Bairro Jardim das Américas, CEP 81531-990, Curitiba - PR, Brasil. E-mail: clonageinvitro@yahoo.com.br.
6Engenheiro Agrônomo, Doutor. USP – Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Departamento de Ciências Florestais. Avenida Pádua Dias, 11, Bairro São Dimas, CEP 13418-900, Piracicaba - SP. E-mail: natalgon@usp.br.

Recebido em 04/12/2012 - Aceito para publicação em 26/04/2013

Resumo

Objetivou-se avaliar o estabelecimento in vitro de segmentos nodais de Eucalyptus benthamii em meio de cultura suplementado com diferentes concentrações de cloro ativo (NaClO) visando eliminar a autoclavagem. Para tanto, utilizaram-se concentrações de cloro ativo suplementado ao meio de cultura não autoclavado (P2 - 0,000%, P3 - 0,001%, P4 - 0,003%, P5 - 0,005%, P6 - 0,007% e P7 - 0,010%, v/v). A testemunha constou de meio de cultura autoclavado sem a suplementação de cloro ativo (P1 - preparo tradicional). A porcentagem de estabelecimento, brotações viáveis, contaminação fúngica e bacteriana, número de brotos e comprimento total de brotos foram avaliados aos 28 dias. Como principais resultados, o estabelecimento in vitro de segmentos nodais de E. benthamii foi viável em meio de cultura suplementado com cloro ativo sem autoclavagem, sendo que as concentrações de 0,001% e 0,003% de cloro ativo foram as mais adequadas e assemelharam-se aos resultados do meio de cultura preparado tradicionalmente com autoclavagem, sendo uma importante prática para a redução de gastos energéticos na cultura de tecidos de plantas.
Keywords: cloro ativo, micropropagação, contaminação, cultivo asséptico, Eucalyptus benthamii.

Abstract

This study aimed at evaluating the in vitro establishment of nodal segments of Eucalyptus benthamii in a non-autoclaved culture medium supplemented with different concentrations of active chlorine (NaClO): P2 - 0.000%, P3 - 0.001%, P4 - 0.003%, P5 - 0.005%, P6 - 0.007% and P7 - 0.010%, v/v. The control consisted of an autoclaved culture medium without active chlorine (P1 - traditional preparation). The percentage of establishment, viable shoots, fungal and bacterial contamination, number of shoots and total shoot length were evaluated after 28 days. The in vitro establishment of nodal segments of E. benthamii was feasible in culture medium supplemented with active chlorine without autoclaving. Concentrations of 0.001% and 0.003% active chlorine produced results most similar to the traditional culture medium. We conclude that treatment with active chlorine is an effective method for tissue culture in Eucalyptus, and has considerable potential to decrease costs and energy expenditure in other plant-culture systems.
Palavras-chave: active chlorine, micropropagation, contamination, aseptic cultivation, Eucalyptus benthamii.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.