Scientia Forestalis, volume 41, n. 99
p.401-410, setembro de 2013

Análise da qualidade da madeira e do carvão vegetal produzido a partir da espécie Miconia cinnamomifolia (De Candolle) Naudin (Jacatirão-açu) na agricultura familiar, em Biguaçu, Santa Catarina

Analysis of the quality of wood and charcoal produced from the species Miconia cinnamomifolia (De Candolle) Naudin (Jacatirão-açu) in family farming, in Biguaçu, Santa Catarina, Brazil

Martha Andreia Brand1
Alexsandro Bayestorff da Cunha1
Adriel Furtado de Carvalho2
Denys Roberto Brehmer3
Larissa Cardoso Küster4

1Professor(a) Doutor (a). UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina - Departamento do Engenharia Florestal. Luiz de Camões, 2090, Bairro Conta Dinheiro, CEP 88520-000, Lages – SC. E-mail: a2mab@cav.udesc.br; a2abc@cav.udesc.br.
2Engenheiro Agrônomo, Mestrando do Curso de Pós Graduação em Engenharia Florestal. UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina - Departamento do Engenharia Florestal. Luiz de Camões, 2090, Bairro Conta Dinheiro, CEP 88520-000, Lages – SC. E- mail: adrielfurtado@yahoo.com.br.
3Engenheiro florestal. E-mail: denysbrehmer@florestal.eng.br.
4Acadêmica do Curso de Engenharia Florestal. Universidade do Estado de Santa Catarina - Departamento do Engenharia Florestal. Luiz de Camões, 2090, Bairro Conta Dinheiro, CEP 88520-000, Lages – SC. E-mail: larissakuster@hotmail.com.

Recebido em 08/02/2013 - Aceito para publicação em 25/07/2013

Resumo

Este trabalho teve o objetivo de avaliar a qualidade da madeira e do carvão vegetal de Miconia cinnamomifolia, utilizada para produção de carvão vegetal na agricultura familiar, comparando sua qualidade com a madeira e carvão de alguns Eucalyptus e outras espécies utilizadas para este fim. Foram coletadas quatro árvores de M. cinnamomifolia (Jacatirão-açu) na localidade de Três Riachos, no município de Biguaçu, em Santa Catarina. Na madeira foram determinados: teor de umidade, densidade básica, poder calorífico superior, teor de carbono fixo, voláteis, e cinzas. Corpos de prova de 2 cm x 2 cm x 2 cm foram carbonizados e o carvão foi avaliado quanto ao rendimento gravimétrico e volumétrico, teor de umidade, densidade aparente, poder calorífico e análise imediata. Os resultados indicaram que a madeira de M. cinnamomifolia possui densidade básica de 552 kg/m3, apresentado valor similar a outras espécies, como alguns Eucalyptus, utilizadas para a produção de carvão vegetal. As propriedades físicas da madeira indicam a aptidão da espécie para energia e produção de carvão. A densidade aparente do carvão (290 kg/m3) pode ser considerada baixa, quando comparada ao carvão de algumas espécies de Eucalyptus e outros carvões comerciais de origens diversas. O teor de umidade (5,52%) e o teor de cinzas (1,35%) foram baixos, e o rendimento gravimétrico (36%) foi alto, superior ao de alguns Eucalyptus, da Mimosa scabrella e da Melia azedarach. O carvão teve menor poder calorífico superior (6267 kcal/kg) e menor teor de carbono fixo (68,18%) em relação ao carvão de outras espécies nativas da região, alguns Eucalyptus e outros carvões comerciais.
Palavras-chave: agricultura itinerante, carbonização, rendimento gravimétrico.

Abstract

This work aimed at evaluating the quality of wood and charcoal of Miconia cinnamomifolia, used for charcoal production on family farms; comparing its quality with the wood and charcoal of some Eucalyptus and other species used for this purpose. Were collected four trees of M. cinnamomifolia (Jacatirão-açu) in the town of Três Riachos, in the municipality of Biguaçu in Santa Catarina. In the wood we determined: moisture content, basic density, calorific value, fixed carbon content, volatiles and ash. Specimens of 2 cm x 2 cm x 2 cm were carbonized and charcoal was evaluated for gravimetric and volumetric yield; moisture content; bulk density; calorific value and immediate analysis. The results showed that the wood M. cinnamomifolia has a basic density of 552 kg/m³, similar to other species, as some Eucalyptus, used for the production of charcoal. The physical properties of the wood indicate the suitability of the species for energy and charcoal production. As to the charcoal, the bulk density (290 kg/m³) can be considered low when compared to charcoal of some species of Eucalyptus, and other commercial charcoal of various origins. The moisture content (5.52%) and ash content (1.35%) were low, and the gravimetric yield (36%) was high, higher than some Eucalyptus, Mimosa scabrella and Melia azedarach. With respect to the energetic properties, charcoal had lower calorific value (6267 kcal/kg) and lower fixed carbon content (68.18%) compared to charcoal from other native species, Eucalyptus and some other commercial charcoals.
Keywords: itinerant agriculture, carbonization, gravimetric yield.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.