Scientia Forestalis, volume 44, n. 112
dezembro de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n112.12

Germinação das sementes e desenvolvimento de mudas de Magonia pubescens A.St.-Hil. (Sapindaceae) sob diferentes intensidades de sombreamento

Germination and seedling development of Magonia pubescens A.St.Hil. (Sapindaceae) under different shade levels

Bianca de Oliveira1
Simone Matias Reis2
Paulo Sérgio Morandi2
Marco Bruno Xavier Valadão3
Edmar Almeida de Oliveira2
Beatriz Schwantes Marimon4
Ben Hur Marimon-Junior4

11Mestre em Ecologia e Conservação UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso / Departamento de Biologia. BR 158 - Km 148 – Caixa Postal 08 - 78690000 - Nova Xavantina, MT, Brasil. E-mail: biancadeoliveira89@gmail.com;.
2Doutorando (a) em Biodiversidade e Biotecnologia. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso / Departamento de Biologia. BR 158 - Km 148 – Caixa Postal 08 - 78690000 - Nova Xavantina, MT, Brasil. E-mail: simonematiasreis@gmail.com; morandibio@gmail.com; edmardinei@hotmail.com.
3Doutorando em Ciências Florestais. UnB – Universidade de Brasília. Faculdade de Tecnologia - Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais. Campus Universitário Darcy Ribeiro - Caixa Postal 04.357 - 70.904-970 - Brasília, DF. E-mail: marcobrunovaladao@gmail.com;
4Professor(a) Adjunto(a) do curso de Ciências Biológicas. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso - BR 158, Km 148, Caixa Postal 08- 78.690-000 - Nova Xavantina, MT. E-mail: biamarimon@hotmail.com; bhmjunior@gmail.com.

Recebido em 18/04/2015 - Aceito para publicação em 03/05/2016

Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a influência dos diferentes níveis de sombreamento na germinação, desenvolvimento inicial, status nutricional e qualidade de mudas de Magonia pubescens. O experimento foi desenvolvido em casa de vegetação com cinco tratamentos: pleno sol, 30%, 50%, 70% e 90% de sombreamento, com 50 mudas por tratamento. Foram avaliados aos 90, 150, 210, 240 e 270 dias após a semeadura (DAS) os parâmetros de germinação, altura, número de folhas, diâmetro do coleto e, ao final do experimento, a repartição de biomassa aérea e radicular, Índice de Qualidade de Dickson (IQD) e concentração e eficiência no uso interno de nutrientes (EUIN). Os resultados foram comparados entre os tratamentos por meio de análise de variância (ANOVA One-Way) ou, teste F de Welch para o caso de variâncias desiguais, com teste de Tukey como post hoc. De forma geral, os melhores resultados para os parâmetros avaliados foram encontrados para mudas em pleno sol e com nível de sombreamento entre 30 e 70%. Porém, a germinação das sementes e o status nutricional das mudas não sofreram influência das diferentes intensidades de sombreamento. Assim, com base nos achados deste estudo, mudas de Magonia pubescens devem ser produzidas sob condições de luminosidade que variam de pleno sol à 70 % de sombreamento, a fim de produzir mudas de maior qualidade.
Palavras-chave: Concentração de Nutrientes; Produção de Mudas; Plasticidade Ecológica; Luminosidade.

Abstract

The aim of the study was to verify the influence of different levels of shading in germination, early development, quality and nutritional status of Magonia pubescens seedlings. The experiment was carried in a greenhouse with five treatments: full sun, 30%, 50%, 70% and 90% shading, with 50 seedlings for which treatment. Were evaluated at 90, 150, 210, 240 and 270 days after seeding (DAS), the germination parameters, height, number of leaves, stem diameter, and at the end of the experiment, the distribution of aboveground biomass and root, Dickson quality index (DQI) and concentration and efficiency in the internal use of nutrients (EIUN). The results were compared among treatments using analysis of variance (one-way ANOVA) or Welch's F test in the case of unequal variance, and Tukey test as post hoc. Overall, the best results for the parameters evaluated were found to seedlings in full sun and shade level between 30 and 70%. However, the seed germination and nutritional status of seedlings were not affected by the different intensities of shading. Therefore, based on the findings, Magonia pubescens seedlings should be done under light conditions ranging from full sun to 70% shade, to produce higher-quality seedlings.
Keywords: Concentration of Nutrients; Seedlings Production; Ecological Plasticity; Luminosity.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.