Scientia Forestalis, volume 43, n. 105
p.135-146, março de 2015

Estoque de carbono na biomassa aérea florestal em plantações comerciais de Eucalyptus spp.

Carbon stock in aboveground forest biomass in commercial Eucalyptus spp. plantation

Carlos Alberto Silva1
Carine Klauberg2
Samuel de Pádua Chaves e Carvalho3
Marisa de Cássia Piccolo4
Luiz Carlos Estraviz Rodriguez5

1Mestre em Recursos Florestais. USP – Universidade de São Paulo / ESALQ – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Departamento de Ciências Florestais. Av. Pádua Dias,11 – 13418-900 – Piracicaba, SP. E-mail: carlos_engflorestal@outlook.com.
2Doutoranda em Recursos Florestais. USP – Universidade de São Paulo / ESALQ – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Departamento de Ciências Florestais.  Av. Pádua Dias,11 – 13418-900 – Piracicaba. E-mail: arine_klauberg@hotmail.com.
3Professor Adjunto da Faculdade de Engenharia Florestal. UFMT – Universidade Federal do Mato Grosso. Av. Fernando Correa da Costa, 2367 – 78060-900- Cuiabá, MT. E-mail: sam.padua@gmail.com.
4Professora Associada do LCN - Laboratório de Ciclagem de Nutrientes. USP –Universiadade de São Paulo / CENA - Centro de Energia Nuclear na Agricultura, CENA/USP.  Caixa Postal 96 – 13.400-970- Piracicaba, SP. E-mail: mpiccolo@cena.usp.br.
5Professor Associado do Departamento de Ciências Florestais. USP – Universidade de São Paulo / ESALQ – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Departamento de Ciências Florestais.  Av. Pádua Dias,11 – 13418-900 – Piracicaba. E-mail: lcer@usp.br.

Recebido em 27/11/2013 - Aceito para publicação em 03/10/2014

Resumo

O presente estudo teve como objetivo a quantificação do estoque de carbono em compartimentos aéreos da planta, e o uso da análise de regressão para a modelagem do estoque de carbono total (Ctotal), lenho comercial (Cleco) e parte residual (Crsd) presentes na biomassa aérea em plantações de Eucalyptus spp. O estudo foi realizado em plantios florestais da região do Vale do Paraíba Paulista com idades entre 2,3 a 8 anos. No campo, foram coletados dados biométricos em parcelas convencionais de inventário e derrubadas árvores para a coleta de material que, posteriormente, em laboratório, teve o seu conteúdo de carbono determinado. Os modelos para a estimativa do carbono foram desenvolvidos com base nos logaritmos do diâmetro a altura do peito (DAP) e a altura total dos indivíduos arbóreos (Ht). De acordo com os resultados encontrados, o estoque de carbono total médio presente na parte aérea das árvores de eucaliptos foi de 38,98 kg.árv-1, sendo lenho comercial e a parte residual responsável por 68,9% (27,11 kg.árv-1) e 31,1% (12,33 kg.árv-1), respectivamente. Os modelos ajustados e testados apresentaram-se precisos, com coeficientes de determinação ajustado (R2ajd) da ordem de 97,0%, coeficiente de correlação de Pearson (r) e Raiz Quadrada do Erro Médio (RMSE%) para os valores observados e estimados da ordem de 0,97 a 0,98 e 11,04 a 12,38%, respectivamente. Conclui-se que há um grande potencial de monitoramento de crescimento e de fixação de carbono em plantações de Eucalyptus spp. usando as equações ajustadas neste trabalho.
Palavras-chave: Carbono; Biomassa Aérea, Modelagem; Eucalyptus; Função Schumacher-Hall; Regressão linear múltipla.

Abstract

The aim of this study was to quantify the aboveground carbon stock in different compartments of the plant, and to adjust models for the aboveground carbon stock estimation in biomass total (Ctotal), commercial logs (Cleco) and harvest residuals (Crsd) in  Eucalyptus spp. plantations. The study was conducted in a forest plantation in the Paraiba Valley, State of São, with ages ranging from 2.3 to 8 years. Biometric field measurements were taken from conventional forest inventory plots where some trees were also cut to produce the sample disks from which the carbon content was precisely determined according to standardized laboratorial procedures. The models for estimating carbon were developed based on logarithm of the diameter at breast height (DBH) and total height of individual trees (Ht). According to the results, the mean of the aboveground carbon stock total for a eucalyptus tree was 38.98 kg.tree-1, in which commercial logs and harvest residuals were responsible for 68.9% (27.11 kg.tree-1) and 31.1% (12.33 kg.tree-1) , respectively. The adjusted and tested models were precise, with coefficients adjusted determination (R2 ajd) of the order of 97.0%, correlation coefficient Pearson (r) and the Root-Mean-Square Error (RMSE%) for the observed and estimated values ??of around 0.97 to 0.98 and from 11.04 to 12.38%, respectively. We conclude that there is a good potential to monitor growth and carbon sequestration in Eucalyptus spp. plantations using the models adjusted in this paper.
Keywords: Carbon content; above ground biomass; modeling; Eucalyptus; Schumacher-Hall function; multiple linear regression.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.