Scientia Forestalis, volume 43, n. 108
p.885-893, dezembro de 2015
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v43n108.13

Otimização do tempo de estocagem de cavacos de Pinus taeda e Pinus elliottii para a produção de celulose e papel

Optimization of the storage time of Pinus taeda and Pinus elliottii chips for pulp and paper production

Camilla Gabriela Melo Ampessan1
Polliana D'Angelo Rios2
Martha Andreia Brand3
Helena Cristina Vieira1
Daniella Del Castanhel Kniess1

1Mestrando(a) em Engenharia Florestal.  UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina. Av. Luiz de Camões, 2090 – 88520-000 – Lages, SC. E-mail: camillaampessan@hotmail.com
2Professora Titular do Departamento de Engenharia Florestal. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina / Centro Agroveterinário. Av. Luiz de Camões, 2090 – Conta Dinheiro - 88520-000 – Lages, SC. E-mail: polliana.rios@udesc.br
3Professora Pesquisadora do Departamento de Engenharia Florestal. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – Centro Agroveterinário. Av. Luiz de Camões, 2090 – Conta Dinheiro - 88520-000 – Lages, SC. E-mail: martha.brand@udesc.br

Recebido em 19/09/2014 - Aceito para publicação em 12/06/2015

Resumo

Este estudo teve como objetivo determinar o tempo ideal de estocagem de cavacos de Pinus taeda L. e Pinus elliottii Engelm. em pilhas, para minimização dos problemas derivados da presença de extrativos na madeira destinada à produção de celulose, obtida pelo processo Kraft. Foram utilizadas árvores de Pinus taeda e Pinus elliottii com idade de 22 anos, provenientes de plantios de uma empresa situada em Correia Pinto, Santa Catarina. Foi realizada a análise quantitativa dos extrativos da madeira solúveis em água quente e etanol-tolueno e determinada a variação da temperatura, em diferentes profundidades de pilhas de cavacos de Pinus taeda L. e Pinus elliottii Engelm., durante 8 dias. Houve aumento da temperatura nas pilhas de cavacos, que foi mais intenso nos primeiros quatro dias de estocagem. Não foram encontradas diferenças significativas nos teores médios de extrativos nas profundidades das pilhas de cavacos. A quantidade de extrativos solúveis em etanol-tolueno diminuiu ao longo do tempo de estocagem. O perfil de elevação da temperatura e o decréscimo do teor de extrativos solúveis em etanol-tolueno, para ambas as espécies, indicam que a partir de cinco dias de estocagem os cavacos já apresentaram perda significativa de extrativos, melhorando desta forma sua qualidade para a obtenção de polpa celulósica pelo processo Kraft.
Palavras-chave: temperatura, extrativos, tempo de estocagem de cavacos.

Abstract

This study aimed at determining the optimum storage time of Pinus taeda L. and Pinus elliottii Engelm. chips in piles, for minimizing or eliminating the problems arising from the presence of wood extractives, for the production of Kraft pulp. Trees of Pinus taeda and Pinus elliottii with 22 years old were used, from commercial plantations located in Correia Pinto, Santa Catarina State. During eight days the decay by hot water and ethanol-toluene (1:2) extractives were used to measure the effect of wood chips storage. Temperature variations at different depths of the piles of Pinus taeda L. and Pinus elliottii Engelm. wood chips, were also measured. There was an increase of temperature in the chip piles, which were more intense in the first four days of storage. No significant differences were found in mean extractive contents in the depths of the chip piles. The amount of ethanol-toluene-soluble extractives decreased over storage time. The temperature elevation profile and the decrease in the content of soluble extractives from ethanol-toluene of both species, indicate that from five days of storage onward the chips have had a significant loss of extractives, thus improving their quality to obtain pulp by the Kraft process.
Keywords: temperature, extractives, chip storage time.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.