Scientia Forestalis, volume 46, n. 119
setembro de 2018
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v46n119.13

Estimação, zoneamento e análise de sensibilidade da produtividade florestal de Eucalyptus no Nordeste do Estado de São Paulo através do modelo 3-PG

Estimation, zoning and sensitive analyses of forest productivity of Eucalyptus in northeast São Paulo using the 3-PG model

Cristiane Camargo Zani Lemos1
Rodrigo Eiji Hakamada2
Omar Carrero3
Clayton Alcarde Alvares4
José Luiz Stape5

1International Paper do Brasil. Caixa-postal: 9 – 138450-901 - Mogi Guaçu, SP, Brasil. E-mail: cristiane.lemos@ipaper.com.
2Professor Adjunto do Departamento de Ciências Florestais. UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco - 52171900 - Recife, PE, Brasil. E-mail: rodrigo_hakamada@yahoo.com.br.
3PhD Professor. Universidad de Los Andes - Escuela de Ingenieria Forestal. Mérida, Venezuela. E-mail: ocarrero@gmail.com.
4Pesquisador Doutor. IPEF – Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais. Via Comendador Pedro Morganti, 3500 – 13415-000 – Piracicaba, SP, Brasil. E-mail: E-mail: calcarde@suzano.com.br.
5Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência Florestal. Unesp - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” / FCA - Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu. Av. Universitária, 3780 – 18640-034 – Botucatu, SP, Brasil. E-mail: stape@suzano.com.br.

Recebido em 04/07/2016 - Aceito em 19/02/2018

Resumo

O zoneamento da produtividade auxilia no processo de planejamento do uso da terra, através da seleção de locais adequados a cultura. O objetivo deste estudo foi estimar e zonear a produtividade do eucalipto no nordeste do estado do São Paulo e determinar os principais fatores limitantes da produtividade segundo o modelo (temperatura, geadas, déficit de pressão de vapor, agua no solo, e fertilidade do solo). A estimativa da produtividade foi feita utilizando-se o modelo 3-PG tendo como entradas os mapas de estimativa de precipitação, temperatura máxima e mínima (normais climáticas) e mapa pedológico. Para a validação do modelo, comparou-se a estimativa do incremento médio anual aos sete anos (IMA7-3-PG) com a projeção do IMA7 (IMA7inv) em parcelas de inventário comercial com idade superior a 5 anos e inferior a 8, utilizando-se 1.884 parcelas de inventário, que representam uma área 58.000 hectares de plantio de Eucalyptus grandis x E. urophylla. O IMA7-3-PG médio de toda a área de plantio considerada neste estudo  foi (44.1 m3 ha-1ano-1) similar ao IMA7inv (41.9 m3 ha-1ano-1). No entanto, ao comparar a produtividade estratificada por tipo de solo e fazenda, verificou-se elevada dispersão entre os valores estimados e projetados (-14.7% para solos arenosos, e +7.46% em solos argilosos), que pode ser reflexo do baixo nível de detalhamento do tipo de solo, do uso de dados climáticos de apenas quatro estações meteorológicas, da diferente adaptação dos materiais genéticos e tratamentos silviculturais distintos em cada talhão. Os resultados nos permitiram identificar que as áreas mais ao sul dessa região tendem a ser as mais produtivas, e que os fatores hídricos foram os que mais restringiram o crescimento (déficit de pressão de vapor e água no solo).
Palavras-chave: Sistema de informação geográfica; Incremento médio anual; fatores limitantes ao crescimento.

Abstract

The productivity zoning at the landscape level can help forest managers on land use decision making, based on correct area selection for the crop. The goal of this research was to estimate and generate a Eucalyptus productivity zoning of Sao Paulo state northeast and to determine the main limiting factors to growth based on model (temperature, frost, vapor deficit pressure, available soil water, and soil fertility).  Productivity estimation was done using the model 3-PG, using as inputs estimated rainfall, maximum a minimum temperatures and soil maps. To validate the model, were compared the mean annual increment at 7 years (MAI 7) estimated by 3-PG with the inventory projection (forest with 5 to 8 years), corresponding around 58,000 ha. The average of all validated area was similar between the 3-PG estimation (41.9 m3 ha-1ano-1) and inventory projection, (44.1 m3 ha-1ano-1). However, when the comparison of the IMA7 between measured and predicted, stratified by soil type and farm was done, we found high data dispersion, probably because of the average climatic data used as model input, soil type detailing reflecting the soil water content, genetic material adaptation and silviculture management, or interaction of those factors. The results suggested that increase the analytical scale reduce the precision of the estimates. It was possible to make the zoning of the real productivity of Eucalyptus in the northeastern state of São Paulo. The most productivity areas were located at south. The main growth constraints were vapor pressure deficit and soil water content.
Keywords: Geographic Information System; 3-PG model; Mean annual increment; Limiting growth factors.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.