Scientia Forestalis, volume 41, n. 97
p.121-130, março de 2013

Estabelecimento e crescimento de plantas jovens de Vochysia tucanorum Mart. (Vochysiaceae) em área aberta e sombreada sob dossel florestal

Establishment and growth of young plants of Vochysia tucanorum Mart. (Vochysiaceae) in open and shaded area under forest canopy

Carlos Cesar Ronquim1
Carlos Henrique Britto de Assis Prado2
João Paulo Souza3

1Doutor em Ecologia e Recursos Naturais. EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Centro Nacional de Pesquisa de Monitoramento por Satélite, Campinas, SP, Brasil, CEP 13088-300 – E-mail: carlos.ronquim@cnpm.embrapa.br.
2Doutor em Ecologia e Recursos Naturais. UFSCar - Universidade Federal de São Carlos, Departamento de Botânica, São Carlos, SP, Brasil, CEP 13565-905 – E-mail: prado_chba@yahoo.com.br.
3Doutor em Ecologia e Recursos Naturais. UFV - Universidade Federal de Viçosa, Campus Florestal, Florestal, MG, Brasil, CEP 35690-000 – E-mail: joaopaulobio@hotmail.com.

Recebido em 29/05/2012 - Aceito para publicação em 20/12/2012

Resumo

O estabelecimento de plantas jovens de espécies lenhosas apresenta-se como um estágio crítico no seu ciclo de vida, principalmente quando as plantas estão sujeitas a variados tipos de estresses. O objetivo desse estudo foi avaliar o estabelecimento de Vochysia tucanorum crescendo sob sombra e sol pleno em condições de campo por meio das trocas gasosas, da concentração de nutrientes foliares, da fluorescência e do conteúdo de clorofila "a". As trocas gasosas foliares, a fluorescência da clorofila “a” e o potencial hídrico foram determinados durante cursos diários nas estações seca e chuvosa, obtendo as respostas do balanço de carbono e hídrico nos distintos ambientes. O potencial hídrico foliar e o ganho de carbono foram fortemente reduzidos nos indivíduos sob sombra na estação seca. A competição por água no solo provocou efeito negativo na sobrevivência e no crescimento, principalmente sob sombra. Os indivíduos sob sombreamento apresentaram maior valor do conteúdo de clorofila e área foliar específica. No período seco a condutância estomática e a fotossíntese líquida diminuíram tanto nos indivíduos jovens sob sol pleno quanto nos indivíduos sob sombra. A eficiência fotoquímica potencial do fotossistema II durante a estação chuvosa foi superior em plantas sombreadas, mas essa maior eficiência praticamente desapareceu durante a estação seca. As alterações nos valores de potencial hídrico foliar e condutância estomática indicam que os indivíduos jovens sombreados estão sujeitos a maior estresse hídrico durante o período seco que os indivíduos crescidos sob sol pleno. O maior comprimento radicular e maior biomassa dos indivíduos em área aberta permitiu explorar maior volume de solo. Portanto, a estação seca pode ser mais crítica para plantas jovens de espécies lenhosas de cerrado sob sombra, limitando significativamente o balanço hídrico, de carbono e o estabelecimento.
Palavras-chave: biomassa; comprimento radicular; fluorescência da clorofila "a"; irradiância; sobrevivência; trocas gasosas foliares

Abstract

The establishment of young woody plants is a critical stage in their life cycle, particularly when the plants are subjected to stresses. The objective of this study was to evaluate the establishment of Vochysia tucanorum growing in shade or under full solar irradiance under field conditions by means of leaf gas exchange, nutrient concentration, fluorescence of chlorophyll a and concentration of chlorophyll. The leaf gas exchange, fluorescence of a chlorophyll and water potential were determined along the daily courses in dry and wet seasons to obtain the responses of carbon and water balances in both environments. The competition for water in soil provoked a significant negative effect in the survivorship and growth of V. tucanorum, mainly in shade. On the other hand the seedlings showed a high specific leaf area e chlorophyll content in shade. In the dry season the stomata conductance and net photosynthesis decrease both in young plants under full solar irradiance and in shade. The water potential and carbon gain were strongly reduced in individuals in shade in the dry season. Potential photochemical efficiency of photosystem II was higher in shade plants than under full sun during the rainy season, but these differences almost disappeared in the dry season. The changes in water potential and in stomata conductance values indicated that shaded plants are subjected to more intense water stress in the dry season. The high values of biomass and length of root system in sun-grown individuals allowed high soil volume exploitation. Thus, the dry season is more critical to cerrado young woody shade plants, significantly limiting water and carbon balance, as well as seedling establishment.
Keywords: biomass; "a" chlorophyll fluorescence; irradiance; leaf gas exchange; root length; survivorship.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.