Scientia Forestalis, volume 45, n. 116
dezembro de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n116.14

Efeito das dimensões de partículas de madeira e velocidade de vibração na resistência mecânica de compósitos cimento-madeira moldados com compactação vibro dinâmica

Effect of wood particle size and vibrating speed on mechanical strength of wood cement composite molded with vibro-dynamic compression

Barbara Talamini Villas-Bôas1
Setsuo Iwakiri2
Carlos Frederico Alice Parchen1
José Guilherme Prata3

1Professor(a) Adjunto(a) do Departamento de Construção Civil. UFPR – Universidade Federal Paraná. Av. Lothário Meissner, 3400 - Jardim Botânico - 80210170 - Curitiba, PR, Brasil. E-mail: barbaratvb@gmail.com; parchen.ufpr@gmail.com.
2Professor titular do Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal. UFPR – Universidade Federal Paraná. Av. Lothário Meissner, 3400 - Jardim Botânico - 80210170 - Curitiba, PR, Brasil. E-mail: setsuo.ufpr@gmail.com].
3Professor Adjunto do Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal. UFPR – Universidade Federal Paraná. Av. Lothário Meissner, 3400 - Jardim Botânico - 80210170 - Curitiba, PR, Brasil. E-mail: jgprata@ufpr.br.

Recebido em 29/08/2016 - Aceito para publicação em 25/07/2017

Resumo

Tendo em vista a importância do desenvolvimento de novos produtos e processos para o setor de construção civil, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da interação entre as dimensões das partículas de madeira de Pinus spp e a velocidade da mesa vibratória na resistência mecânica do compósito cimento-madeira. Corpos de prova de formato cilíndricos para avaliação da resistência a compressão axial foram confeccionados com cinco diferentes dimensões de partículas e duas velocidades de moldagem (220 N/3.000 rpm e 440 N/3.600 rpm), por processo de vibro-compactação. Os ensaios de compressão axial dos corpos de prova confeccionados com as partículas menores, passantes na peneira de #4,75 mm e retidas na de #2,36 mm, foram mais resistentes em comparação às partículas com maiores dimensões. Quanto à velocidade da mesa vibratória, os compósitos de cimento-madeira produzidos com velocidade de 220 N a 3.000 rpm, foram mais resistentes à compressão axial em relação aos compósitos produzidos com velocidade de 440 N a 3.600 rpm. Portanto, pode-se concluir que as dimensões das partículas e a velocidade de vibração afetam a resistência dos compósitos cimento-madeira moldados pelo processo vibro dinâmico.
Palavras-chave: aglutinante mineral, construção civil, moldagem do compósito.

Abstract

Due to the importance of the development of new products and processes for the civil construction sector, this study aimed to evaluate the effect of the interaction between the dimensions of the wood particles of Pinus spp and the speed of the vibrating table in the strength of the wood cement composite. Cylindrical test specimens for evaluation of axial compression strength were made with five different particle sizes and two molding speeds (220 N / 3,000 rpm and 440 N / 3,600 rpm), by vibration-compression process. The axial compression tests of the specimens made with the smaller particles passing through the # 4.75 mm sieve and retained in the # 2.36 mm sieve were more resistant compared to the larger particles. As for the velocity of the vibrating table, wood/cement composites produced at a speed of 220 N at 3,000 rpm were more resistant to axial compression than composites produced at a speed of 440 N at 3,600 rpm. Therefore, it can be concluded that particle size and vibration velocity affect the strength of the cement-wood composites molded by the vibration-dynamic process.
Keywords: mineral binder, civil construction, composite molding.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.