Scientia Forestalis, volume 46, n. 118
p.285-295, junho de 2018
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v46n118.14

Ajuste de modelos matemáticos à biomassa seca dos compartimentos de plantas lenhosas em área de caatinga

Ajustment of mathematical models dry biomass of laxy plant compartiments in caatinga área

Thyêgo Barreto1
José Antônio Aleixo da Silva2
Rinaldo Luiz Caraciolo Ferreira3
Cleuma Christir da Silva Almeida4

1Doutor em Ciências Florestais. UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco. Rua Dom Manuel de Medeiros, s/n – 52171-900 - Recife, PE, Brasil. E-mail: thyego_nunes@hotmail.com.
2Professor Titular do Departamento de Ciência Florestal. UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco. Rua Dom Manuel de Medeiros, s/n – 52171-900 - Recife, PE, Brasil. E-mail: jaaleixo@gmail.com.
3Professor Associado do Departamento de Ciência Florestal. UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco. Rua Dom Manuel de Medeiros, s/n – 52171-900 - Recife, PE, Brasil. E-mail: rinaldo.ferreira@ufrpe.br.
4Mestre em Engenharia Ambiental. UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco.  Rua Dom Manuel de Medeiros, s/n – Recife, PE - 52171900 - Recife, PE, Brasil. E-mail: cleumaufrpe@gmail.com.

Recebido em 08/02/2017 - Aceito em 18/08/2017

Resumo

O trabalho vem com objetivo de gerar equações locais para estimar a fitomassa aérea total e dos compartimentos de plantas lenhosas na Caatinga. A pesquisa foi realizada em área de Caatinga arbustivo-arbórea, no município de Floresta - PE. Para o inventário florestal foram instaladas 35 unidades amostrais de 20mx20m distadas entre si 80m e das bordas 50m, onde todas as plantas com diâmetro a altura do peito (DAP ≥ 1,9cm) foram mensuradas e submetidas a analises florísticas e fitossociológicas apenas para identificar as 5 espécies de maior VI, em sequência as mesmas foram distribuídas em 5 classes diamétricas, sendo escolhidos 8 indivíduos por classe, totalizando 200 exemplares arbustivo-arbóreos para coleta de biomassa pelo método destrutivo. De posse desses dados foram ajustados modelos matemáticos por parte da planta e para o total. De acordo com os resultados foi possível gerar equações para biomassa seca (kg) por indivíduo arbóreo com R2 = 0,86, S(xy)%= 26,0% e para os compartimentos: Fuste, Galho grosso e Galho fino, valores de R2 = 0,89; 0,71 e 0,72 nesta ordem, com erros percentuais de 22,3%; 54% e 35% respectivamente, sendo os modelos que melhor se ajustaram, Schumacher–Hall e Gompertz. Conclui-se que foi possível gerar equações confiáveis por parte da planta e para sua biomassa total com boa precisão em áreas de Caatinga.
Palavras-chave: Ajuste de equações; Fitomassa; Floresta Seca.

Abstract

The work aims to generate local equations to estimate the total aerial biomass and compartments of woody plants in the Caatinga. A research carried out in the Shrub-tree, Caatinga area, in the municipality of Floresta - PE. For the forest inventory, 35 units were installed 20mx 20m apart 80m apart and 50m edges, where all plants as diameter at breast height (DAP ≥ 1.9cm) were measured and submitted to floristic and phytosociological analysis only to identify 5 species of higher VI, in sequence as united were distributed in 5 diametric classes, being chosen 8 individuals per class, totalizing 200 shrub-arboreal specimens for the collection of biomass by the destructive method. Possesses timely data on mathematical models by the plant and for the total. According to the results for possible to generate equations for dry biomass (kg) per arboreal individual with R2 = 0.86, S (xy)% = 26.0% and for the compartments: Fuste, Thick Branch and Thin Branch, values of R2 = 0.89; 0.71 and 0.72 in order, with percentage errors of 22.3%; 54% and 35% respectively, with the models that fit best, Schumacher-Hall and Gompertz. It was concluded that it was possible to generate reliable equations for the plant and for its total biomass with good accuracy in Caatinga areas.
Keywords: Adjustment of equations; Phytomass; Dry forest.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.