Scientia Forestalis, volume 44, n. 109
p.155-161, março de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n109.15

Avaliação do desenvolvimento de brotações de dez progênies de Eucalipto in vitro

Development Evaluation of the shoots of ten Eucalyptus progenies in vitro

Ângela Simone Freitag Lima1
Antônio Natal Gonçalves2
Daruska Cavalcante Cardim3

1Doutora em Ciências Florestais. USP – Universidade de São Paulo / ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Caixa Postal 9 – 13.400-970 - Piracicaba, SP, Brasil. Email: drangelafloresta@gmail.com
2Professor Doutor do Departamento de Ciências Florestais. USP – Universidade de São Paulo / ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Caixa Postal 9 – 13.400-970 - Piracicaba, SP, Brasil. Email: natalgon@usp.br
3Mestre em Ciências Florestais. USP – Universidade de São Paulo / ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Caixa Postal 9 – 13.400-970 - Piracicaba, SP, Brasil.

Recebido em 28/08/2014 - Aceito para publicação em 11/08/2015

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar o desenvolvimento e qualidade de dez progênies de Eucalyptus grandis quanto à produção de massa fresca e seca e o número de brotos in vitro, durante as fases de multiplicação e alongamento. As brotações foram multiplicadas e alongadas em frascos com capacidade volumétrica de 220 mL, contendo 40 mL de meio de cultura JADS, suplementado com reguladores de crescimento. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente ao acaso com 10 tratamentos, com 13 e 5 repetições para fase de multiplicação e alongamento, respectivamente. Cada unidade experimental foi constituída por um frasco contendo 40 mL de meio de cultura e 4 explantes (aglomerados de brotações) com aproximadamente 1,0 cm de diâmetro cada. Após 63 dias foram avaliadas, na fase de multiplicação, a produção de massa fresca e seca e na fase de alongamento, o número de brotações de cada unidade experimental. Dentre as 10 progênies de Eucalyptus grandis estudadas, as progênie 3, 6, 7 e 8 obtiveram bom desenvolvimento, se destacando para os trabalhos in vitro, para diferentes fins. a progênie 7 requer adição de AIA junto ao meio de cultura para fins de emissão de maior numero de brotações.
Palavras-chave: crescimento; multiplicação; alongamento; meio de cultura.

Abstract

This study aimed to evaluate the development and quality of ten progenies of Eucalyptus grandis   for fresh and dry mass production and the number of shoots in vitro throughout the period of multiplication and elongation. The elongated shoots were grown in flasks and volumetric capacity of 220 ml, containing 40 ml of JADS culture medium supplemented with growth regulators. The experimental design for the analysis of multiplication was completely randomized with 10 treatments (10 progenies) and 13 repetitions, totaling 130 experimental units and for assessing elongation 10 treatments and 5 replications, totaling 50 experimental units. Each experimental unit consisted of a flask containing 40 ml of culture medium and 4 explants (shoot clusters) approximately of 1.0 cm diameter. After 63 days in the multiplication phase, the production of fresh and dry weight of each experimental unit, and the elongation phase, the number of shoots of each experimental unit, and the data obtained by explant were evaluated. Among the 10 progenies of Eucalyptus grandis studied, only 3, 6, 7 and 8 progenies had a good development, especially for in vitro work, for different purposes. The progeny 7 requires addition of AIA by the culture medium in order to produce a larger number of shoots.
Keywords: growth; multiplication; elongation; culture media.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.