Scientia Forestalis, volume 43, n. 108
p.919-930, dezembro de 2015
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v43n108.16

Calibração de dois métodos indiretos para estimativa do índice de área foliar em plantações de Eucalyptus

Calibration of two indirect methods for estimating the leaf area index in Eucalyptus plantations

Carmeni João Giunti Neto1
Rodrigo Eiji Hakamada2
Marina Shinkai Gentil Otto2
Sergio Ricardo Silva3
José Luiz Stape4

1Pesquisador - Fibria – E-mail: carmeni.neto@fibria.com.br
2Doutorando(a) em Recursos Florestais.  USP - Universidade de São Paulo - ESALQ - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Av. Pádua Dias, 11 - 13418-900 - Piracicaba, SP - E-mail: rodrigo_hakamada@yahoo.com.br; msgentil@usp.br
3Pesquisador Doutor. EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária - Caixa Postal, 3081 - Rodovia BR 285, Km 294 – Zona Rural –  99001-970 – Passo Fundo, RS. E-mail: sergio.ricardo@embrapa.br
4Gerente de Pesquisa - Suzano – E-mail: stape@suzano.com.br

Recebido em 09/08/2014 - Aceito para publicação em 16/05/2015

Resumo

O índice de área foliar (IAF) tem sido utilizado como ferramenta de manejo florestal, uma vez que pode ser usado como referência do desempenho de processos biofísicos e fisiológicos. Diversos métodos indiretos de determinação de IAF têm sido usados, porém poucos estudos abordam a calibração dessas metodologias em diferentes idades do ciclo da cultura florestal. O LAI-2000 é um método indireto de mensuração do IAF cujo princípio de uso consiste no balanço entre a radiação que atinge o interior do dossel e a radiação que chega no topo do mesmo. Outro método muito utilizado são as fotos hemisféricas, que capturam os padrões de obstrução e penetração da luz no dossel, pela qual a arquitetura da copa e a área de folhagem podem ser quantificadas. O objetivo desse trabalho foi comparar os métodos indiretos LAI-2000 e fotos hemisféricas com o método direto de IAF obtido através da amostragem destrutiva da biomassa de folhas (IAF real), e avaliar as configurações e condições de uso dos aparelhos utilizados por ambos os métodos. As avaliações foram realizadas em plantios clonais de Eucalyptus urophylla x grandis em diferentes idades e localizados no extremo sul da Bahia, Brasil. O controle da exposição das fotos foi um fator decisivo para a utilização das fotos hemisféricas. Já a abertura da capa do aparelho de 270° e 360° e as condições de radiação difusa de nebulosidade foram essenciais para o adequado uso do LAI-2000. Ambos os métodos apresentaram correlações positivas com IAF real, porém, houve uma subestimativa de 68% das fotos hemisféricas e 51% do LAI-2000 em relação aos valores obtidos através do método direto. Dessa forma, quando o interesse é o valor absoluto do IAF, a calibração utilizando métodos destrutivos de biomassa foliar é necessária.
Palavras-chave: índice de cobertura de dossel, LAI-2000, fotos hemisféricas.

Abstract

The leaf area index (LAI) has been used as a forestry management tool, since it can be used as a reference for the performance of biophysical and physiological processes. Several indirect methods used to determine LAI have been used, but few studies address the calibration of these methodologies at different ages of the forest crop cycle. The LAI-2000 is an indirect method of LAI measurement whose principle is based on the balance between the radiation reaching inside of the canopy and the radiation on the top of it. Another widely used indirect method is the hemispherical photographs that capture the patterns of obstruction and light penetration in the canopy in which the canopy architecture and the foliage area can be quantified. The objective of this study was to compare the indirect methods LAI-2000 and hemispheric photos with the direct method of LAI obtained by destructive sampling of leaf biomass (real LAI), and to evaluate settings and use conditions of the equipments used by both methods. The evaluations were performed in clonal plantations of Eucalyptus grandis x urophylla at different ages and located in southern Bahia, Brazil. The control of the photos exposure was a decisive factor for the use of hemispheric photos. Moreover the opening of the device cover between 270º and 360º and the diffuse cloudy radiation conditions were essential for the proper use of LAI-2000. Both methods showed positive correlations with real LAI, however, there was an underestimation of 68% of the hemispheric photos and 51% of the LAI-2000 in relation to the values obtained by the direct method. Thus, when the interest is the absolute value of LAI, the calibration using destructive methods of leaf biomass is required.
Keywords: canopy coverage index, LAI-2000, hemispheric photos.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.