Scientia Forestalis, volume 42, n. 104
p.631-639, dezembro de 2014

Diversidade genética em populações naturais de Mauritia flexuosa L. f. (Arecaceae) com uso de marcadores ISSR

Genetic diversity in natural populations of Mauritia flexuosa (Arecaceae) using ISSR markers

Fernanda Saragosa Rossi1
Ana Aparecida Bandini Rossi2
Juliana de Freitas Encinas Dardengo3
Luciane Raquel Brauwers1
Maurecilne Lemes da Silva2
Alexandre Magno Sebbenn4

1Bióloga. UNEMAT - Universidade do estado de Mato Grosso. Campus Universitário de Alta Floresta. Residencial Flamboyant - 78.580-000 - Alta Floresta, MT – Brasil: fernandasarossi@gmail.com.
2Professora Doutora do Departamento de Ciências Biológicas. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso. Campus Universitário de Alta Floresta. Residencial Flamboyant - 78.580-000 Alta Floresta, MT - Brasil. E-mail: anabanrossi@gmail.com; maurecilne@gmail.com
3Mestranda em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso. Campus Universitário de Alta Floresta. Residencial Flamboyant - 78580-000 - Alta Floresta, MT - Brasil. E-mail: ju_kk@hotmail.com
4Doutor.Pesquisador Científico. IF - Instituto Florestal de São Paulo. CP 1322 - 01059-970 - São Paulo, SP, 01059-970, Brasil.

Recebido em 20/06/2013 - Aceito para publicação em 10/08/2014

Resumo

Três Populações naturais de Mauritia flexuosa localizadas no município de Alta Floresta (estado de Mato Grosso) foram estudadas com o objetivo de avaliar a distribuição da diversidade genética entre e dentro de populações, a partir de marcadores moleculares ISSR, visando fornecer subsídios para a elaboração de estratégias de manejo e conservação. Foram testados 29 primers ISSR para amplificação e selecionados nove para as análises definitivas em 51 indivíduos. Foi amplificado um total de 97 bandas com uma porcentagem de 78,3% de polimorfismo em nível de espécie. As populações Sol Nascente e Santa Luzia apresentaram maior diversidade gênica de Nei (H= 0,196 e 0,238, respectivamente), maior índice de Shannon (I = 0,296 e 0,355, respectivamente) e maior polimorfismo (P = 59,8% e 66,0%, respectivamente) do que à população Monte Alegre (H = 0,185; I = 0, 274 e P = 51,5%). A AMOVA revelou que 84,1% da variação genética total encontram-se dentro de populações enquanto 15,9% entre populações. O fluxo gênico estimado de 3,02 corrobora com a pequena diferenciação populacional (Fst= 0,159 e Gst= 0,142). A análise de agrupamento confirmou a estrutura geográfica das populações.
Palavras-chave: Buriti, Marcadores Moleculares, Variabilidade Genética.

Abstract

Three Natural populations of Mauritia flexuosa localized in the city of Alta Floresta (Mato Grosso state), were studied to evaluate the distribution of genetic diversity among and within population using ISSR markers, aiming to provide input for the development of management and conservation strategies. Twenty nine ISSR primers were tested for amplification and nine were selected for the definite analyses in 51 individuals. A total of 97 bands were amplified with a percentage of 78.3% of polymorphism at the species level. The populations Sol Nascente and Santa Luzia presented higher Nei genetic diversity (H = 0.196 and 0.238, respectively), Shannon index (I = 0.296 and 0.355, respectively) and polymorphism (P = 59.8% and 66.0%, respectively) than Monte Alegre population (H = 0.185; I = 0.274 and P = 51.5%). The AMOVA showed that 84.1% of the total genetic variation was inside of populations whereas 15.9% among populations. The estimated gene flow of 3.02 corroborates with the small population differentiation (Fst = 0.159 and Gst = 0.142). The grouping analysis confirmed the geographical structure of the populations.
Keywords: Buriti, Molecular Markers, Genetic Variability.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.