Scientia Forestalis, volume 45, n. 113
março de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n113.18

Variação genética em caracteres quantitativos em Pinus caribaea var. hondurensis

Genetic variation in quantitative traits in Pinus caribaea var. hondurensis

Thaise da Silva Souza1
Wanderley dos Santos2
Larissa Delazari Deniz3
Ana Paula de Oliveira Alves4
Jarbas Yukio Shimizu5
Valderes Aparecida de Sousa5
Ananda Virgínia de Aguiar5

1Mestre em Genética e Melhoramento de Plantas. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Av. Doutor Sylvio Menicucci, 1001 - 37200-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: thaisefloresta@gmail.com
2Doutorando em Agronomia. UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho” / Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira. Av. Brasil Centro, 56 – Caixa Postal: 31 - 15.385-000 - Ilha Solteira, SP, Brasil. E-mail: wanderley.dossantos@hotmail.com
3Graduanda em Engenharia Florestal. UFPR – Universidade Federal do Paraná / Centro de Ciências Florestais e da Madeira. Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 - 80210-170 - Curitiba, PR, Brasil. E-mail: lari.delazari@gmail.com
4Graduada em Ciências Biológicas. UNIBRASIL – Faculdades Integradas do Brasil. Rua Konrad Adenauer, 442 – 82821-020 – Curitiba, PR, Brasil. E-mail: anapaula06alves@gmail.com
5Pesquisador Doutor. Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Florestas – Estrada da Ribeira, Km111 – 83411-000 – Colombo, PR, Brasil. E-mail: jyshimizu@gmail.com; valderes.sousa@embrapa.br; ananda.aguiar@embrapa.br

Recebido em 05/05/2016 - Aceito para publicação em 11/10/2016

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi quantificar a variação genética entre procedências e progênies de Pinus caribaea var. hondurensis visando aumentar a produtividade de madeira para região noroeste do estado do Paraná, Brasil. O experimento foi estabelecido com sementes provenientes da Guatemala e Honduras no delineamento experimental em blocos completos casualizados, com 61 tratamentos (57 progênies e quatro testemunhas), seis plantas por parcela e nove repetições. O espaçamento entre plantas foi de 3 x 3 m. Foram avaliados os caracteres: altura total (ALT), diâmetro à altura do peito (DAP) e o volume cilíndrico (VOL). A análise de deviance foi aplicada para determinar o padrão de variação entre e dentro de procedências e progênies. Os componentes de variância e os parâmetros genéticos foram estimados utilizando-se o método REML/BLUP. Foi constatada variação genética significativa entre procedências e progênies para ALT, DAP e VOL. As médias desses caracteres foram 8,81 m, 13,72 cm e 0,09 m3.arv-1, respectivamente. As estimativas dos coeficientes de variação genética aditiva individual e genotípica variaram de 5,5 % a 13,8 %, e 2,8 % a 6,9 %, respectivamente, indicando a existência de variabilidade genética. A maior parte dessa variação foi observada. Os coeficientes de herdabilidade individual variaram de 0,06 a 0,51 em DAP e ALT, respectivamente. Os materiais genéticos procedentes da Guatemala apresentaram os maiores valores genéticos. As procedências Lanquin e Las Trincheras, da Guatemala, demonstraram a maior perspectiva de produtividade em madeira para a região de Presidente Castelo Branco, PR.
Palavras-chave: espécie exótica, floresta, REML/BLUP, variação genética, ganho genético.

Abstract

The aim of this study was to quantify the genetic variances among provenances and progenies of Pinus caribaea var. hondurensis to increase the wood productivity in northwestern of Paraná State, Brazil. The trial was established with seed from Guatemala and Honduras, in a randomized complete block design (57 progenies and four controls), nine replications and six plants per plot, planted in a 3 x 3 m spacing. The measured traits were: total height (H), diameter at breast height (DBH) and cylindrical stem volume (VOL). These traits were measured five years after planting. Variation pattern and genetic variation among and within provenances and progenies were estimated by using deviance analyses. Variance components and genetic parameters were performed by using REML/BLUP method. Mean ALT, DBH, and VOL were 8.81 m, 13.72 cm, and 0.09 m3.tree-1, respectively, with significant genetic variation among provenances and progenies. Estimates of individual additive genetic variation ranged from 5.5 % to 13.8% and the genotypic variation among progenies from 2.8 % to 6.9 %, indicating genetic variability. Individual heritability estimates varied from 0.06 to 0.51 in DBH and H, respectively. Genetic variations were high, mostly at family level and were highest among Guatemalan provenances. Provenances Lanquin and Las Trincheras, Guatemala, showed the largest wooden productivity perspective for studied site.
Keywords: exotic species, forest, REML/BLUP, genetic variation, genetic parameters.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.