Scientia Forestalis, volume 44, n. 110
p.463-474, junho de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n110.19

Valores esperados para atributos de florestas ripárias em restauração em diferentes idades

Expected values for attributes of riparian forests undergoing restoration at different ages

Giselda Durigan1
Marcio Seiji Suganuma2
Antônio Carlos Galvão de Melo1

1Pesquisador(a) Científico(a). IF - Instituto Florestal do Estado de São Paulo / Secretaria do Meio Ambiente, Floresta Estadual de Assis. Estrada Vicinal Assis  Km 09 - Lutécia - 19802970 - Assis, SP, Brasil. E-mail: giselda.durigan@gmail.com; acgmelo@gmail.com.
2Pós-Doutorando. IF - Instituto Florestal do Estado de São Paulo / Secretaria do Meio Ambiente, Floresta Estadual de Assis. Estrada Vicinal Assis  Km 09 - Lutécia - 19802970 - Assis, SP, Brasil. E-mail: marciosuganuma@gmail.com.

Recebido em 11/12/2014 - Aceito para publicação em 15/12/2015

Resumo

Projetos de restauração florestal vêm se multiplicando nos últimos anos no Brasil, mas ainda persiste a dificuldade em avaliar se o ecossistema, ao longo de sua trajetória temporal, está se desenvolvendo adequadamente ou se está aquém das expectativas. Neste estudo, visamos dar suporte ao monitoramento de matas ciliares em restauração em regiões de Floresta Estacional Semidecidual (Mata Atlântica), gerando valores esperados para diferentes atributos da comunidade arbórea em cada idade. Os valores de referência foram obtidos por meio de modelos lineares, a partir da amostragem de um conjunto de 26 plantios de restauração em diferentes idades. Selecionamos, como indicadores ecológicos para monitorar o desenvolvimento dos ecossistemas em restauração, atributos que: 1) seguem trajetórias previsíveis ao longo do tempo e 2) representam a evolução estrutural, de riqueza e de restabelecimento de serviços ecossistêmicos relevantes. Apresentamos valores esperados para idades desde 4 até 25 anos, para os indicadores: área basal, biomassa aérea, cobertura de copas (por dois métodos distintos), riqueza total (plantadas + regenerantes), riqueza e densidade de regenerantes em duas classes de tamanho. O resultado do estudo é uma ferramenta robusta para avaliar se determinada floresta está se desenvolvendo adequadamente ou se está abaixo do esperado para o tempo decorrido desde o início da restauração, requerendo ações de manejo adaptativo. Esta ferramenta poderá ser aprimorada à medida que novos dados sejam gerados para o tipo florestal estudado e também pode servir de base metodológica para a geração de valores esperados ao longo do tempo para outros tipos de vegetação em restauração.
Palavras-chave: indicadores ecológicos, restauração ecológica, monitoramento, modelos lineares, floresta estacional semidecidual, resiliência.

Abstract

Forest restoration projects have increased in number and extension in Brazil in recent years. Notwithstanding, the difficulty in evaluating if the ecosystem undergoing restoration follows an expected trajectory or is under the expectations; this is an obstacle to be overcome. This study aimed at generating expected values for monitoring community attributes of riparian forests over the ages after planting trees. In this region the semi-deciduous Atlantic Forest was the historical vegetation. The reference values were obtained by modeling the trajectories of 26 riparian forests undergoing restoration at different ages. Among the tree community attributes analyzed, we selected as ecological indicators, those that: 1) followed predictable trajectories through time, and 2) represented the recovery of ecosystem structure, richness and relevant ecosystem services. Expected values for forest restoration projects aging from 4 – 25 years are presented for the indicators: basal area, aerial biomass, canopy cover (by two different methods), total tree richness (planted + regenerating), density and richness of tree species spontaneously regenerating in two size classes. The result is a robust tool to verify if a riparian forest undergoing restoration follows the expected trajectory or is below the expectations for the time elapsed since the intervention, requiring adaptive management. This tool can be improved, provided that addtional data are obtained for the semi-deciduous forest region. Additionally, the procedure adopted here to generate the reference values can be replicated to other vegetation types, as far as monitoring data are provided.
Keywords: ecological indicators, ecological restoration, monitoring, linear models, semi-decidous tropical forest, resilience.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.