Scientia Forestalis, volume 44, n. 110
p.475-485, junho de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n110.20

Biomass hyperdynamics as a key modulator of forest self-maintenance in a dystrophic soil in the Amazonia-Cerrado transition

Hiperdinâmica da biomassa como modulador-chave para a automanutenção de floresta sobre solo distrófico na transição Amazônia-Cerrado

Marco Bruno Xavier Valadão1
Ben Hur Marimon Junior2
Bianca de Oliveira3
Nadjarriny Winck Lúcio3
Maria das Graças Rodrigues Souza4
Beatriz Schwantes Marimon2

1Doutorando em Ciências Florestais. UnB - Universidade de Brasília / Faculdade de Tecnologia - Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais. Campus Universitário Darcy Ribeiro - Caixa Postal 04.357 - 70.904-970 - Brasília, DF, Brasil. E-mail: marcobrunovaladao@gmail.com.
2Professor (a) Adjunto (a) do Departamento de Ciências Biológicas – Programa de pós-Graduação em Ecologia e Conservação. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso. BR 158 - Km 148 - 78690000 - Nova Xavantina, MT, Brasil. E-mail: bhmjunior@gmail.com; biamarimon@hotmail.com.
3Mestre em Ecologia e Conservação. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso. BR 158 - Km 148 - 78690000 - Nova Xavantina, MT, Brasil. E-mail: bibica_89@hotmail.com; nadja_winck@hotmail.com.
4Graduada em Ciências Biológicas. UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso. BR 158, Km 148 - Caixa Postal 08- 78.690-000 - Nova Xavantina, MT. E-mail: marianx18_bio@hotmail.com.

Recebido em 05/02/2015 - Aceito para publicação em 15/12/2015

Resumo

Neste estudo, procuramos por diferenças no aporte de serapilheira entre cerradão (formação florestal) e cerrado típico (formação savânica) e buscamos relacionar a dinâmica da vegetação com a biomassa aportada e os possíveis efeitos positivos deste processo. Realizamos coletas de serapilheira e testamos a hipótese que o cerradão, por apresentar maior biomassa e alta dinâmica, apresentaria maior aporte de serapilheira e, portanto maior intensidade de ciclagem e maior possibilidade de auto-manutenção em solos pobres em nutrientes. O aporte total de serapilheira foi maior no cerradão (7,71 em 2011, 9,76 em 2012 e 8,70 Mg.ha-1.ano-1 em 2013) em relação ao cerrado típico (3,84, 4,10 e 4,23 Mg.ha-1.ano-1, respectivamente), corroborando nossa hipótese. Estes resultados demonstraram que a produção primária líquida é distinta entre as fitofisionomias, com maior intensidade no cerradão, condição-chave de hiperdinâmica da biomassa que pode favorecer a ciclagem de nutrientes e consequentemente a sua manutenção em solos distróficos.
Palavras-chave: produção primária líquida, cerradão, cerrado típico, conservação.

Abstract

In this study, we looked for differences in litterfall between cerradão (forest type) and typical cerrado (savanna type) and sought to relate the dynamics of vegetation with the biomass input and the possible positive effects of this process. We collected litter and tested the hypothesis that the cerradão, due to its greater biomass and higher dynamics, presents a higher litterfall and therefore a higher intensity of cycling and is more likely to self-maintain in poor nutrient soils. The total litterfall input was higher in cerradão (7.71 in 2011, 9.76 in 2012 and 8.70 Mg.ha-1.year-1 in 2013) compared to typical cerrado (3.84, 4.10 and 4.23 Mg.ha-1.year-1, respectively), confirming our hypothesis. These results demonstrated that the net primary production is distinct among the phytophysiognomies, with greater intensity in cerradão. This biomass hyperdynamics condition can promote nutrient cycling and its maintenance in dystrophic soils.
Keywords: net primary production, cerradão, typical cerrado, conservation





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.