Scientia Forestalis, volume 43, n. 108
p.979-991, dezembro de 2015
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v43n108.21

Produtividade de Eucalyptus grandis e sua relação com a cinética de liberação de macronutrientes

Productivity of Eucalyptus grandis and its relationship with the macronutrients release kinetics

Francisco Hélcio Canuto Amaral1
Antonio Eduardo Furtini Neto2
Nilton Curi3
Alberto Vasconcellos Inda4
Elias Frank de Araújo5

1Doutorando em Ciência do Solo. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal, 3037 – Centro – 37200-000 – Lavras, MG. E-mail: helcioagro@gmail.com
2Pesquisador. – ITV DS – Instituto Tecnológico Vale Desenvolvimento Sustentável. Rua Boaventura da Silva – de 415/416 a 1147/1148 – Nazaré - 66055-090 – Belém, PA.  E-mail: antonio.furtini@itv.org
3Professor Titular do Departamento de Ciência do Solo.  UFLA - Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal, 3037 – Centro – 37200-000 – Lavras, MG. E-mail: niltcuri@dcs.ufla.br
4Professor Associado do Departamento de Solos. UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul / Faculdade de Agronômia. Caixa Posta, 15100 - Av. Bento Gonçalves, 7712 – 90001-970 – Porto Alegre, RS. E-mail: alberto.inda@ufrgs.br
5Engenheiro Florestal. CMPC Celulose do Brasil Ltda. E-mail: efaraujo@cmpcrs.com.br

Recebido em 11/08/2014 - Aceito para publicação em 15/06/2015

Resumo

A cinética de liberação de nutrientes pode auxiliar no desenvolvimento de manejos de adubações mais eficientes bem como na racionalização do uso de nutrientes em solos. O estudo teve como objetivos avaliar a cinética de liberação de potássio (K), cálcio (Ca) e magnésio (Mg) em solução de ácido cítrico em concentrações distintas e a relação entre cinética de liberação destes nutrientes e o incremento médio anual (IMA) de Eucalyptus grandis aos sete anos de idade, abrangendo solos das províncias geomorfológicas da Depressão Periférica, Escudo Sul-riograndense e Planície Costeira do Estado do Rio Grande do Sul. A cinética de liberação foi avaliada em extrator ácido cítrico, em tempos de equilíbrio que variaram de 2 a 1.808 horas. Os ajustes mais consistentes da cinética de liberação de K, Ca e Mg foram obtidos com as soluções de ácido cítrico de 0,01 e 0,001 mol L-1, nas profundidades de 0 – 0,20 e 0,21 – 0,40 m de todos os solos estudados. A cinética de liberação de K, Ca e Mg variou entre os solos, profundidades e entre as concentrações de ácido cítrico avaliadas, sendo os maiores valores obtidos para o Argissolo Vermelho e o Chernossolo Argilúvico, os quais possuem maior riqueza de minerais fontes destes nutrientes, com o emprego das menores concentrações de ácido cítrico (0,01 e 0,001 mol L-1). O IMA se correlacionou significativamente com a cinética de liberação de K, Ca e Mg, indicando que este atributo compreende um parâmetro informativo da capacidade dos solos fornecerem estes nutrientes às plantas e apresenta potencial para ser incluído no planejamento das adubações dos solos destinadas aos plantios com a espécie.
Palavras-chave: Manejo florestal, Eucalyptus sp, Modelos cinéticos, Nutrição florestal.

Abstract

The kinetics of nutrients release can assist in the development of more efficient fertilizer management and rationalization in the use of nutrients in soils cultivated with eucalyptus. The study aimed to evaluate the kinetics of release of potassium (K), calcium (Ca) and magnesium (Mg) in citric acid solution in different concentrations and the relationship between the kinetics of release of these nutrients and the mean annual increment (MAI) of eucalyptus at seven years of age, including soils of the geomorphological provinces of Periphery Depression, Rio Grande Shield and  Coastal Plain of Rio Grande do Sul State. The release kinetics were evaluated in citric acid extractor, in equilibrium times which ranged from 2 to 1,808 hours. The most consistent adjustments of release kinetics of K, Ca and Mg were obtained with solutions of citric acid of 0.01 and 0.001 mol L-1, at the depths 0 – 0,20 and 0,21 – 0,40 m of all soils. The kinetics of release of K, Ca and Mg varied between soils, the depths and between concentrations of citric acid evaluated, with the highest values of kinetics of release obtained in the Red Argisol and Argiluvic Chernosol that have greater wealth of mineral sources of these nutrients with lower concentrations of citric acid (0.01 and 0.001 mol L-1). The MAI correlated significantly with the kinetics of release K, Ca and Mg, indicating that the kinetics of release comprises an informative parameter of the capacity of these soils to supply nutrients for plants; and should be included in the planning of the fertilization of soils destined for eucalyptus plantations.
Keywords: Forestry management, Eucalyptus sp., Kinetics models, Forest nutrition.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.