Scientia Forestalis, volume 43, n. 108
p.1003-1011, dezembro de 2015
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v43n108.23

Qualidade energética da madeira e de briquetes produzidos a partir de Cupressus lusitanica Mill.

Energetic quality of wood and briquettes produced from Cupressus lusitanica Mill.

Caio Cesar Faedo de Almeida1
Martha Andreia Brand2
Ailton Leonel Junior Balduino3
Alexsandro Bayestorff da Cunha2

1Mestre em Engenharia Florestal. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – Centro Agroveterinário. Av. Luiz de Camões, 2090 – Conta Dinheiro – 88520-000 – Lages, SC. E-mail: caio-almeida@florestal.eng.br; ailtonbaduca@ibest.com.br
2Professor(a) UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – Centro Agroveterinário. Av. Luiz de Camões, 2090 – Conta Dinheiro – 88520-000 – Lages, SC. E-mail: martha.brand@udesc.br; alexsandro.cunha@udesc.br
3Mestrando em Engenharia Florestal. UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – Centro de Ciências Agroveterinárias. Av. Luiz de Camões, 2090 – Conta Dinheiro – 88520-000 – Lages, SC. E-mail: ailtonbaduca@ibest.com.br

Recebido em 21/08/2014 - Aceito para publicação em 16/06/2015

Resumo

A briquetagem de resíduos do processamento mecânico da madeira possibilita o aproveitamento dessa matéria-prima, além de minimizar o desperdício e a pressão exercida sobre o ambiente. Tendo em vista a utilização de espécies não usuais como o Cupressus lusitanica Mill. é primordial o uso dos subprodutos dela, a fim de agregar valor à espécie. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade energética da madeira e de briquetes produzidos a partir da serragem gerada no processamento mecânico, em serraria, da espécie de C. lusitanica Mill. As propriedades da madeira avaliadas foram: densidade básica; poder calorífico superior; os teores de carbono fixo, voláteis e cinzas. Os briquetes foram produzidos em uma briquetadeira piloto, a 120 °C, com pressão 65, 95 e 130 bar. Foram produzidos dez briquetes para cada tratamento, tendo sido avaliadas as propriedades: densidade aparente do briquete; teor de umidade; resistência à compressão e razão de compactação. Tanto para madeira como para o briquete foi calculada a densidade energética para permitir a comparação entre as diferentes formas de uso da madeira como combustível. A madeira de C. lusitanica apresentou densidade básica de 0,40 g.cm-3; poder calorífico superior de 4679 kcal.kg-¹; teores de carbono fixo, voláteis e cinzas de 17,87%, 81,96% e 0,17%, respectivamente. Os briquetes tiveram densidade básica de 1,00 a 1,10 g.cm-3; teor de umidade de 6,58 a 7,47%; resistência à compressão de 3,81 a 4,22 Mpa e razão de compactação de 2,50 a 2,74. A densidade energética dos briquetes (4,99 Gcal.m-3) foi 2,67 vezes maior que a da madeira (1,87 Gcal.m-3). A qualidade energética da madeira e dos briquetes obtidos de C. lusitanica Mill. foi boa e igual nas três pressões de compactação analisadas. Comparativamente, a qualidade energética dos briquetes foi superior a da madeira in natura, indicando a viabilidade técnica de produção de briquetes de C. lusitanica.
Palavras-chave: energia de biomassa florestal; poder calorífico; análise imediata; densidade energética.

Abstract

Waste wood briquetting enables the utilization of this raw material, while minimizing waste and pressure on the environment. In view of the use of unusual species such as Cupressus lusitanica Mill., species, is essential to use the by-products available in order to add value. The aim of this study was to evaluate the energetic quality of the wood and briquettes made from sawdust generated in mechanical processing in a sawmill, with the species C. lusitanica Mill. The following characteristics were evaluated: gross calorific value; fixed carbon levels; volatiles; ash contents and wood bulk density. The briquettes were produced in a pilot briquette producer at 120 °C with a constant pressure of 65, 95 and 130 bar. Ten briquettes were produced for each treatment, and evaluated were the following: briquette apparent density; compressive strength; moisture content and compaction ratio. Both for wood as for the briquette energy, density was calculated to allow comparison between the different forms of use of wood as fuel. The wood of C. lusitanica had a bulk density of 0.40 g.cm-3; high calorific value of 4679 kcal.kg-¹; fixed carbon, volatile and ash 17.87%, 81.96% and 0.18% respectively. The briquettes had a specific gravity varying from 1.00 to 1.10 g.cm-3; moisture content from 6.58 to 7.47%; compressive strength from 3.81 to 4.22 MPa and compaction ratio from 2.50 to 2.74. The energetic density of the briquettes (4.99 Gcal.m-3) was 2.67 times greater than that of wood (1.87 Gcal.m-3). The energetic quality of wood and briquettes made of C. lusitanica Mill. were good and the same under the three analyzed compaction pressures. By comparison, the energetic quality of the briquettes was higher than that of wood, supporting the technical feasibility of C. lusitanica briquettes production.
Keywords: wood waste energy; calorific value; immediate analysis; energy density.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.