Scientia Forestalis, volume 44, n. 109
p.261-271, março de 2016
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v44n109.25

Efeito da exploração de impacto reduzido na dinâmica do crescimento de uma floresta natural

Effect of the Reduced Impact Exploration on Growth dynamics of a natural forest

Silvane Vatraz1
João Olegário Pereira de Carvalho2
José Natalino Macedo Silva2
Tatiana da Cunha Castro1

1Doutoranda em Ciências Florestais. UFRA - Universidade Federal Rural da Amazônia / Departamento de Ciências Florestais. Av. Presidente Tancredo Neves, 2501 – 66077830 – Belém, PA, Brasil. E-mail: vatraz@yahoo.com.br ; ccastro.tatiana@gmail.com
2Professor Doutor do Departamento de Ciências Florestais.  UFRA - Universidade Federal Rural da Amazônia / Departamento de Ciências Florestais. Av. Presidente Tancredo Neves, 2501 – 66077830 – Belém, PA, Brasil. E-mail: olegario.carvalho@gmail.com; silvanatalino734@gmail.com

Recebido em 25/11/2014 - Aceito para publicação em 25/09/2015

Resumo

Avaliou-se, no período de oito anos, a dinâmica de crescimento da vegetação arbórea em 108 ha de uma floresta de terra firme localizada no município de Paragominas- Pará, onde foi aplicado duas intensidades de exploração de madeira. O objetivo foi observar se houve influência da exploração florestal de impacto reduzido sobre o crescimento das espécies arbóreas. Na avaliação do crescimento das árvores, considerou-se também a quantidade de luz recebida pela copa, a forma da copa e a presença de cipós na árvore. Os dados foram coletados em 36 parcelas permanentes de 0,25 ha, sendo que 12 constituíram o T1 (exploração dos fustes comerciais das árvores), 12 constituíram o T2 (exploração dos fustes comerciais e dos resíduos lenhosos) e 12 constituíram o T0 (amostras não exploradas). Foram avaliadas todas as árvores com diâmetro igual ou maior que 10 cm, em cinco ocasiões, sendo a primeira antes da exploração em 2003 e as seguintes após a exploração, em 2005, 2007, 2008 e 2011. Concluiu-se que a exploração de impacto reduzido, seja pela exploração apenas dos fustes comerciais das árvores, seja pela exploração dos fustes mais a retirada dos resíduos lenhosos, tiveram o mesmo efeito no crescimento das árvores remanescentes. Notou-se uma tendência de aceleração do crescimento diamétrico médio da floresta logo após a exploração florestal. Porém, esse efeito não é mais visualizado a partir do quarto ano após a realização da exploração florestal. A radiação solar e a forma da copa são fatores que estimulam o crescimento das árvores, enquanto que a presença de cipós restringe. A maior intensidade de luz contribuiu de forma significativa no crescimento das árvores após a realização da exploração de impacto reduzido.
Palavras-chave: Dinâmica florestal, resíduos lenhosos, sustentabilidade, luminosidade.

Abstract

We evaluated, in period of eight years, tree growth dynamics on 108 ha of a non-inundated forest in the municipality of Paragominas, Pará, Brazil, logged with two intensities of timber harvest. The aim was to observe whether there was an influence of reduced impact logging on the growth of the tree species. In the evaluation, we also considered the amount of light received by the crowns, the shape of the crowns and the presence of lianas on the trees. Data were collected in 36 permanent plots of 0.25 ha, of which 12 were in T1 (harvest of commercial trees), 12 were in T2 (harvest of commercial and woody debris) and 12 were in T0 (control in logged samples not explored). All trees with diameters greater than 10 cm were evaluated on five occasions, the first before the operation in 2003 and the following after logging in 2005, 2007, 2008 and 2011. It was concluded that the operation of reduced impact, both by extracting only the commercial bole of the tree, or by the exploitation of boles with the removal of woody debris; had the same effect on the growth of the remaining trees. There has been a trend of acceleration of the average diameter growth forest after forest exploitation. However, this effect is no longer found after the fourth year after logging. Solar radiation and the shape of the crown are factors that stimulate the growth of trees, while the presence of lianas restricted it. The greater intensity of light contributed significantly in the growth of trees after the completion of reduced impact logging.
Keywords: Forest dynamics, woody debris, sustainability, forest light





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.