Série Técnica IPEF - Edição Nº 42 (novembro de 2015)

Anais da 48ª Reunião Técnico-Científica do Programa Cooperativo sobre Silvicultura e Manejo
“Manejo da brotação de eucalipto para produção de madeira”
Dias 11 e 12 de setembro de 2013
Alagoinhas, Bahia, Brasil
José Carlos Arthur Junior - IPEF
Rodrigo Eiji Hakamada - ESALQ/USP
José Henrique Bazani - ESALQ/USP
José Henrique Tertulino Rocha - ESALQ/USP
Eduardo Aparecido Sereguin Cabral de Melo - IPEF
José Leonardo de Moraes Gonçalves - ESALQ/USP

Apresentação

O tema talhadia foi discutido pelo Programa Cooperativo sobre Silvicultura e Manejo do IPEF na 15ª e na 20ª Reunião Técnico-Científica (2001 e 2003 respectivamente), porém foi em abril de 2009 na 37ª Reunião, após a crise financeira de 2008, que o tema voltou a ganhar ênfase. Esse sistema silvicultural, que em média possui 40% de redução de custos em relação à reforma, se tornou estratégico para superar a crise. O manejo por talhadia, apesar da potencial perda de produtividade em relação a um novo plantio, voltou a ter a sua devida importância, as empresas participantes do programa e as universidades investiram esforços no aperfeiçoamento das práticas silviculturais desenvolvidas principalmente entre as décadas de 80 e 90. Passados cinco anos o tema foi novamente discutido na 48ª Reunião Técnico-Científica do PTSM, ocorrida nos dias 11 e 12 de setembro de 2013 na cidade de Alagoinhas (BA). Neste documento estão reunidas, em forma de capítulos, as principais discussões sobre os avanços do tema “Manejo da brotação de eucalipto para produção de madeira”.

A reunião teve início com a apresentação sobre uma ferramenta de análise econômica para auxiliar na decisão entre conduzir a talhadia ou reformar. Na sequência apresentaram-se os resultados da tese desenvolvida pelo PTSM em parceria com a International Paper sobre fertilização e uso de fitorreguladores na brotação do eucalipto, onde se buscou averiguar se a omissão de nutrientes ou o uso de fitorreguladores poderiam estimular e aumentar a capacidade de rebrota. A terceira apresentação discursou sobre o manejo de pragas e de doenças em brotações do eucalipto.

As empresas filiadas ao programa foram convidadas a compartilharem os resultados de pesquisa e de desenvolvimento no painel “Manejo da brotação do eucalipto nas empresas florestais”. Foram apresentadas as atualizações sobre as práticas silviculturais que envolvem a nutrição da rebrota, o desbaste precoce, o número de fustes por cepa, além dos critérios para decisão sobre a condução da talhadia, principais desafios e perspectivas futuras.

Para fechar a reunião, no segundo dia realizou-se a visita às áreas de produção da empresa anfitriã Copener, onde se observou o teste de desbrota precoce, as trincheiras de solos mais representativos da região, o teste de espaçamento em leque, o rebaixamento de toco e o preparo de solo com equipamento D8.

Diante da relevância do assunto, do registro histórico da evolução dos principais temas e das implicações positivas para o setor, o PTSM disponibiliza as informações, opiniões e discussões ocorridas durante seus encontros, no intuito de fortalecer o setor florestal brasileiro e difundir à toda a sociedade os conhecimentos atuais de alguns dos principais especialistas do assunto no país.

Download

Série Técnica IPEF
v. 21, n. 42, p. 1-80, novembro de 2015
Arquivo PDF - 14.009kb




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.