Série Técnica IPEF - Edição Nº 44 (dezembro de 2015)

Anais da 49ª Reunião Técnico-Científica do Programa Cooperativo sobre Silvicultura e Manejo
“Conservação e Preparo de Solo”
Dias 07 e 08 de maio de 2014
São José dos Campos, São Paulo, Brasil
José Henrique Tertulino Rocha - ESALQ/USP
Eduardo Aparecido Sereguin Cabral de Melo - IPEF
Rodrigo Eiji Hakamada - ESALQ/USP
José Carlos Arthur Junior - IPEF
José Henrique Bazani - ESALQ/USP
José Leonardo de Moraes Gonçalves - ESALQ/USP

Apresentação

O preparo de solo representa expressivo custo na implantação florestal, e sua qualidade influencia diretamente a produtividade e a sobrevivência dos plantios florestais. Temas relacionados à conservação e ao preparo de solo foram os mais discutidos nas reuniões do PTSM. Desde sua fundação 15 reuniões discutiram sobre preparo de solo, 07 reuniões sobre manejo de resíduos florestais, 07 reuniões sobre compactação de solo, 03 reuniões sobre conservação do solo, dentre outras. Devido às pesquisas e as recorrentes discussões, não apenas dentro do PTSM, as técnicas de conservação e de preparo de solo evoluíram. Saímos do cultivo intensivo, com queima de resíduos e preparo em área total, para o sistema de cultivo mínimo, em que a maior parte da superfície do solo permanece coberta pelos resíduos Florestais. Entretanto, os desafios evoluem com o número de rotações de cultivo, a escassez de mão de obra e a expansão da silvicultura para áreas declivosas, ou que apresentam solos com limitações físicas.

Por esse motivo o PTSM realizou nos dias 07 e 08 de maio de 2014 sua 49ª Reunião Técnico-Científica sobre o tema “Conservação e Preparo de Solo” na cidade de São José dos Campos – SP. A empresa anfitriã, Fibria, foi escolhida devido aos avanços que tem realizado especialmente no preparo do solo de áreas declivosas, com o uso do Rotree. Representantes das empresas filiadas, professores da ESALQ e da UFLA e pesquisadores apresentaram resultados de pesquisa e discutiram estratégias para aumento da qualidade e da eficiência do preparo de solo, além da redução da dependência de mão de obra, frente a esse novo cenário.

O evento teve início com a apresentação sobre a gênese e as principais características dos solos da região do Vale do Paraíba, seguida pela discussão sobre a prevenção da erosão hídrica em estradas florestais. Discutiu-se sobre o uso do conceito de capacidade de suporte de carga no planejamento da colheita florestal a fim de reduzir a compactação do solo. Também se apresentou a síntese dos resultados obtidos nos 16 anos de condução dos experimentos sobre manejo de resíduos da colheita (experimento CIFOR) realizados na empresa Suzano e na Estação Experimental de Ciências Florestais de Itatinga. O primeiro dia do evento foi encerrado com o painel de discussões sobre os sistemas de conservação e de preparo de solo realizado nas empresas florestais. Na visita de campo realizada no segundo dia da reunião nas áreas da unidade de Jacareí da Fibria, observaram-se os principais avanços quanto ao preparo de solo em áreas com elevada declividade, sendo esses relatados nesse documento.

Atendendo a um dos objetivos do IPEF, esse documento visa disponibilizar à estudantes, à profissionais e aos produtores informações, discussões e conclusões obtidas durante esse evento, a fim de contribuir para o aumento da competitividade e da sustentabilidade das florestas plantadas no Brasil.

Download

Série Técnica IPEF
v. 23, n. 44, p. 1-62, dezembro de 2015
Arquivo PDF - 4.821kb




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.