PCNIF - Programa Cooperativo sobre a Ciclagem de Nutrientes em Florestas

A proposta do PCNIF - Programa Cooperativo sobre a Ciclagem de Nutrientes em Florestas tem por finalidade avaliar as interações da deposição atmosférica com o crescimento das árvores, bem como seus efeitos diretos na ciclagem dos nutrientes bem como na nutrição florestal, na atividade da fauna do solo e qualidade da água de microbacias.

Os resultados gerados através do PCNIF serão importantes para decisões estratégicas, de planejamento florestal e ambiental. Por meio do desenvolvimento do Programa será possível entender mais sobre o efeito da silvicultura e manejo das plantações florestais na qualidade do solo (química, física e biológica), da água, da biodiversidade, tanto para otimizar práticas silviculturais de fertilização e manejo, quanto para planejar medidas mitigadoras considerando as mudanças climáticas.

A abordagem principal deste Programa é focada na ciclagem de nutrientes, que é um processo importante para a manutenção da produtividade em plantações florestais. A ciclagem de nutrientes é um processo vital à silvicultura, pois além de melhorar a qualidade do sítio, também pode garantir o suprimento nutricional necessário ao desenvolvimento das árvores e reduzir custos operacionais.

Principais desafios e ações

- Caracterizar as condições meteorológicas, observando se há mudanças no interior das plantações florestais e investigar se estas influenciam nos processos ecológicos. Ainda, estabelecer séries temporais (estatísticas e modelagem), em condições ambientais reais e simuladas abordando aspectos de disponibilidade de água, crescimento e ciclagem de nutrientes;
- Caracterizar e investigar se a deposição atmosférica tem contribuição significativa à ciclagem geoquímica, para então avaliar qual será o impacto da deposição atmosférica para a nutrição das plantações florestais. Assim, objetiva-se ajustar as recomendações de manejo da fertilização com base nas entradas de nutrientes pela deposição atmosférica;
- Caracterizar e avaliar se os resíduos influenciam os aspectos químicos e físicos do solo, além de entender a contribuição do solo + resíduos nos processos de ciclagem de nutrientes nas plantações florestais;
- Caracterizar o estado nutricional das árvores e o impacto da deposição atmosférica nos locais de monitoramento, avaliando se o estado nutricional das árvores é influenciado por condições ambientais e práticas silviculturais;
- Caracterizar aspectos e fatores que influenciam a serapilheira produzida nas plantações florestais, para possibilitar a compreensão do papel desta nos processos de ciclagem dos nutrientes nas plantações florestais. Além disto, por meio da serapilheira produzida será possível medir a área foliar específica, de forma direta;
- Caracterizar a fauna do solo, por meio da análise de artrópodes epigéicos bioinidicadores e, avaliar se as práticas silviculturais, espécie florestal, tipo de manejo dos resíduos e diferentes sistemas de colheita influenciam a dinâmica da fauna em povoamentos florestais;
- Caracterizar a produção e nutrientes na biomassa acima e abaixo do solo, para subsidiar tomadas de decisão quanto à intensidade de colheita da biomassa, para otimizar o aproveitamento dos resíduos e planeamento da adubação.

Gestão

- Mauro Valdir Schumacher - UFSM - Líder Científico

Contato

- Clique aqui para enviar e-mail

Empresas filiadas

- Aperam BioEnergia Ltda
- Klabin S/A.

Instituições integradas

- Laboratório de Ecologia Florestal - LABEFLO/UFSM
- Universidade Federal de Santa Maria - UFSM