Simpósio sobre Conhecimento Tradicional e Conservação da Agrobiodiversidade

Atenção: Data Limite para Envio de Resumos prorrogada para 5 de Novembro.
Veja a relação de Resumos selecionados (atualizado em 20/10)

Realização
Departamento de Ciências Biológicas – ESALQ/USP
Departamento de Ciências Florestais – ESALQ/USP
Departamento de Genética – ESALQ/USP

Organização
Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais - IPEF

Coordenação
Prof. Flavio Bertin Gandara, Departamento de Ciências Biológicas, ESALQ/USP

Data
Dias 11 e 12 de novembro de 2004

Local
Anfiteatro do Pavilhão da Engenharia – ESALQ/USP, Piracicaba, SP.

Introdução/Justificativa
Nos esforços de modernização agrícola encontra-se a premissa de que o mais científico ou mais avançado é necessariamente superior ao conhecimento, práticas e variedade que evoluíam “in situ”. Porém, os conhecimentos indígenas, bem como as práticas dos agricultores tradicionais, podem ser reveladores de idéias e de valores adaptativos para uma dada cultura. A maior parte da diversidade biológica mundial se encontra sob custódia de agricultores e povos indígenas que seguem práticas agrícolas tradicionais.

Objetivos
Divulgar a importância do conhecimento tradicional na conservação da diversidade em todos os níveis e o papel dos pesquisadores em resgatar e conservar esse conhecimento. Pretende-se também levantar discussões sobre as questões éticas intrínsecas a essas pesquisas, bem como a legislação referente ao acesso aos recursos genéticos e ao conhecimento tradicional.

Público Alvo
- Estudantes de graduação dos cursos de Ciências Biológicas, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e outros cursos relacionados ao tema;
- Estudantes de pós-graduação das áreas de Genética, Ciências Biológicas, Ciências Florestais, Ecologia, Etnobiologia e outras relacionados ao tema;
- Professores e demais profissionais trabalhando direta ou indiretamente com a biodiversidade e sua conservação;
- Formadores de políticas públicas;
- Curadores de Bancos de Germoplasma;
- Administradores de Unidades de Conservação;
- Profissionais do Terceiro Setor, Empresas trabalhando direta ou indiretamente com bioprospecção.

Programação Detalhada
Horário Atividade
Dia 11 de novembro de 2004
09:00 – 10:00

Entrega de Material

10:00 – 10:30

Cerimônia de Abertura

10:30 – 12:00

Conferência: “Cultural memory and biodiversity”.
Virginia Nazarea, Universidade da Geórgia.
12:00 – 14:00 Almoço
14:00 – 15:00 Palestra: “Manejo tradicional de sementes e diversidade genética”.
Dominique Louette, CONAMA.
15:00 – 15:30 Intervalo e café
15:30 – 17:30

Mesa redonda: “Conhecimento tradicional e diversidade genética”.
Moderador: Nivaldo Peroni, NEPAM/UNICAMP

“Variedades tradicionais de milho: diversidade genética e importância cultural na comunidade Guarani-Mbyá da Ilha do Cardoso, SP”.
Adriana Felipim, Centro de Trabalho Indigenista (CTI).

“Diversidade genética e conhecimento tradicional associado a cultivares de mandioca no Vale do Ribeira, SP”.
Nivaldo Peroni, NEPAM/UNICAMP.

“Diversidade genética de inhame e batata-doce associada à agricultura tradicional no Vale do Ribeira, SP”.
Elizabeth Ann Veasey, ESALQ/USP.

“Manejo e conservação da agrobiodiversidade na agricultura familiar via bancos comunitários de sementes”.
José Maria Tardin, AS-PTA, PR.

“Valor da diversidade para os agricultores do Vale do Ribeira, SP”.
José de Moura, Agricultor – Iporanga, SP.

17:30 – 19:00

Apresentação de painéis.

19:00

Happy Hour

Dia 12 de novembro de 2004

08:30 – 09:30

“Diversidade da floresta tropical e práticas tradicionais da agricultura itinerante”.
William Balée, Tulane University.

09:30 – 10:00

Intervalo e café

10:00 – 12:00 Mesa redonda: “Conhecimento tradicional e diversidade de espécies”.
Moderador: Renato Veiga, IAC.

“Etnomicologia dos índios Yanomami”.
Noemia Ishikawa, INPA.

“Conhecimento tradicional na identificação e uso de plantas medicinais”.
Lin Chau Ming, UNESP.

“Conhecimento tradicional sobre plantas medicinais do cerrado”.
Representante da Articulação Pacari.

12:00 – 14:00 Almoço
14:00 – 15:45 Mesa redonda: “Acesso à biodiversidade e repartição de benefícios”.
Moderador: Paulo Kageyama, MMA.

“Extração de Fitoterápicos”.
Representante da ALANAC (Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais)

“Extração de Fitocosméticos: uso comercial e repartição de benefícios”.
Fernanda Ferraz, Natura.

“Biodiversidade, bioprospecção e genômica aplicada”.
Paulo Arruda, Alellyx Applied Genomics

15:45 – 16:15

Intervalo e café

16:15 – 17:15 Conferência: “Questões éticas relacionadas à pesquisa envolvendo acesso a conhecimento tradicional”.
(A confirmar)
17:15 – 18:15 Conferência: “Legislação relacionada ao acesso a conhecimento tradicional”.
Cristina Maria Azevedo do Amaral, CGEN/MMA.
18:15 Happy Hour.
Dia 13 de novembro de 2004

Workshop Metodologias de pesquisa em etnoecologia na área agrícola.




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.